Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Passam a valer nesta segunda-feira (3/8) as novas especificações para a gasolina vendida no Brasil. As normas fixam padrões de qualidade para o combustível, que fica mais próximo ao europeu. A medida atinge a gasolina comum e a premium.

Entre as especificações que entram em vigor, está a massa específica, que deve ser de 715 kg/m³ — ou seja, cada litro da gasolina deve pesar, pelo menos, 715 gramas. Antes, não havia mínimo fixado.

Outro ponto definido pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) é a fixação de limites para a octanagem, presente nas especificações da gasolina de outros países.

A fixação desse parâmetro é necessária, segundo a ANP, devido às novas tecnologias de motores e resultará em uma gasolina com maior desempenho para o veículo.

A iniciativa é resultado da realização de estudos e pesquisas dos padrões de qualidade, considerando o acompanhamento das especificações e harmonizações internacionais, bem como de debates com os agentes econômicos do mercado de combustíveis. A mudança tem como objetivo, ainda, o controle de emissões veiculares e do programa de mobilidade e logística. Com Metrópoles.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •