Representante do Ministério Público, Augusto Aras. Foto: Roberto Jayme/ Ascom /TSE
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A presidente da Associação dos Servidores do Ministério Público Federal (ASMPF), Suely Masala, comemorou a escolha de Augusto Aras para o cargo de procurador-geral da República (PGR). O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou o nome nesta quinta-feira (05/09/2019). Com informações de Metrópoles.

“Foi uma boa indicação para nós servidores. Ele significa, na visão dos servidores, que tem toda capacitação e expertise para assumir o cargo. Acreditamos que foi uma excelente escolha”, destacou.

Suely faz votos de sucesso e confiança ao novo procurador-geral. “Esperamos que ele trabalhe com equidade justiça e imparcialidade. Todo membro é capacitado”, frisou.

Ela explica que um dos desafios é a super-exposição do órgão. “Sou do tempo em que quase não se falava em Ministério Público. As coisas passaram a ter uma visibilidade. O que importa não é a visibilidade, o que importa é um trabalho sério”, concluiu.

O subprocurador-geral Augusto Aras não constava na lista tríplice da Associação Nacional da Procuradores da República (ANPR), mas consta em uma outra lista, feita pela ASMPF. A entidade, após votação dos filiados, escolheu cinco procuradores como sugestão à chefia da PGR.

Aras, de 60 anos, é doutor em direito constitucional pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e membro do MPF desde 1987. É considerado o candidato que melhor soube ler os sinais de Bolsonaro quanto aos requisitos para nomeação ao cargo.

Aras se colocou como favorável à agenda de reformas do governo, teve o apoio dos filhos de Bolsonaro e de um dos ministros mais prestigiados pelo presidente, Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •