Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Onze municípios amazonenses começaram a receber, nesta semana, R$ 2.198 milhões do Ministério da Saúde (MS) para investimentos no Piso de Atenção Básica (PAB). Os recursos são destinados à manutenção de unidades de saúde, compra de medicamentos e representam 36% das Emendas Individuais (EIs) de autoria do senador Eduardo Braga (MDB-AM) para atender a população do interior na área da atenção básica de saúde.

De acordo com Braga, neste ano, foram apresentadas emendas no valor total de R$ 6.052.653,00 para serem investidos no PAB nos municípios de Santo Antônio do Içá, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Tapauá, Lábrea, Manicoré, Uarini, Atalaia do Norte, Tabatinga, Santa Isabel do Rio Negro, que tiveram os recursos liberados pelo MS. Também estão previstos repasses para Canutama, Borba, Tonantins, Jutaí, Itamarati, Boa Vista do Ramos, Eirunepé e Urucurituba.

O senador Eduardo explicou que os recursos melhoraram a qualidade no atendimento na área da saúde no interior do Amazonas, por meio de investimentos na estruturação e na gestão dos serviços públicos. “As emendas possibilitam as prefeituras garantir, por exemplo, compra de medicamentos para atenção básica e, com isso, melhorar a saúde da população e contribuir para a redução do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no Estado”, destacou.

Benefícios ─ O prefeito de Lábrea, Gean Barros informou nesta quinta-feira (1º/08) que os recursos das emendas do senador Eduardo vão fortalecer as ações básicas de saúde e levar benefícios diretos para mais de 45 mil habitantes daquela cidade, distribuídos em 180 comunidades rurais e indígenas. “Trata-se de recursos importantíssimos para garantir as nossas ações e fortalecer a saúde em Lábrea. Toda a população só tem a agradecer o senador Eduardo”, destacou.

No início deste ano, Lábrea (distante 850 quilômetros de Manaus) foi contemplada com uma Unidade Básica de Saúde Fluvial (UBSF), também conquistada por meio de emenda do senador Eduardo que atende todas as comunidades rurais e indígenas da cidade, no Sul do Amazonas. Nesta semana, o Ministério da Saúde liberou R$ 314 mil da EI do senador amazonense para a manutenção e compra de medicamentos paras as seis unidades de saúde e fluvial.

O prefeito de Benjamin Constant, David Bemerguy disse que as emendas do senador são determinantes para ampliar e melhorar da rede de saúde, principalmente a atenção básica, uma vez que os repasses federais são pequenos e as demandas são altas. “É uma salvaguarda para a gente que temos a saúde municipalizada. E nessa questão e, também em outras áreas, o senador Eduardo tem sido um grande aliado”, avaliou.

Localizado na região do Alto rio Solimões, distante 1.118 quilômetros da capital, Benjamin Constant foi beneficiada com R$ 314 mil da emenda do senador Eduardo. Os recursos federais, segundo o prefeito, serão aplicados imediatamente na compra de medicamentos para a saúde básica e na manutenção das unidades de saúde, gerando benefícios diretos para mais de 41 mil habitantes.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •