Foto: Divulgação
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em dez meses deste ano, a Polícia Militar do Amazonas realizou 16,5 mil abordagens a ônibus do transporte coletivo de Manaus, conforme informações do Centro de Comunicações Operacionais Policiais Militares (Cecopom). As ações foram desencadeadas para enfrentar os roubos e furtos de celulares em ônibus do transporte público.

A operação foi reforçada neste ano por determinação do secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, e do comandante-geral da PM, coronel Ayrton Norte, segundo informações da A Crítica.

Entre janeiro e outubro, a PM realizou mais de 380 mil abordagens a usuários do transporte coletivo. Essas ações policiais intensificadas ajudaram a reduzir em 37% no número de roubos registrados de janeiro a outubro, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Neste ano, foram 1,3 mil registros, contra 2,1 mil de igual período de 2018.

As ações da Catraca são coordenadas pelo Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) e contam, também, com atuação de tropas especializadas do Comando de Policiamento Especializado (CPE), com operações em horários diferenciados.

“O Comando de Policiamento Metropolitano, por meio dos CPAs (Comandos de Policiamento de Área), atua diuturnamente para inibir e coibir a ação dos meliantes que tentam roubar e furtar objetos dentro dos ônibus.

A Operação Catraca atua nas diferentes zonas da cidade e inclui a ação Rota Segura, que é centrada nas rotas das empresas do Distrito Industrial”, afirmou o comandante do CPM, tenente-coronel Luiz Saunier.

O reforço no combate aos roubos a ônibus já contou, também, com três fases da Operação Offline. Focada no combate à receptação de material roubado, as operações já resultaram na apreensão de 1,3 mil telefones celulares sem nota fiscal.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •