Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Seguindo determinação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quarta-feira (29/01) a quarta fase da operação “Off-Line” no bairro São José, zona leste de Manaus, para coibir o comércio irregular de celulares. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em 15 estabelecimentos comerciais suspeitos de venderem celulares oriundos de roubos e furtos praticados em ônibus do transporte coletivo.

Ao todo, foram apreendidos 200 celulares, quatro tablets e quatro rádios. Uma mulher de 32 anos foi detida e indiciada pelo crime de receptação. Conforme as investigações, a mulher possui três lojas de assistência técnica que comercializam aparelhos oriundos do crime. Segundo o secretário de segurança, coronel Louismar Bonates, a operação de celulares roubados e furtados visa inibir a prática de roubos, especialmente aos ônibus.

De acordo com o delegado-geral Lázaro Ramos, um dos delitos que abala a população são furtos e roubos de celulares, e a operação é voltada para combater esse comércio na zona leste. “O receptador é o principal alvo desses indivíduos envolvidos com roubos, pois eles sabem que tem alguém que compra esses produtos e fica claro que é roubado pelo preço irrisório pelo qual são vendidos, então para coibir essa prática criminosa vamos continuar a deflagrar essa operação”, disse.

Segundo o delegado-geral adjunto Orlando Amaral, os receptadores alimentam esse tipo de crime e eles são os alvos na operação. “Para quem pratica esse crime, pode parecer pouco vender produto de roubo, mas são roubos de celulares que muitas vezes causam um latrocínio, e para mitigar isso estamos nas ruas e vamos prender quem estiver praticando esse ilícito”, afirmou. 

A ação contou com, aproximadamente, 40 policiais civis, entre delegado e investigadores. O trabalho está sendo coordenado pelo delegado-geral da Polícia Civil, Lázaro Ramos.

Esta foi a segunda operação policial deflagrada em Manaus, nesta quarta-feira. Ainda na madrugada, cerca de 300 policiais militares e civis deram início ao cumprimento de mandados de busca e apreensão na invasão Itaporanga, na zona norte da cidade, sob a condução do secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •