Omar Aziz e sua esposa Nejmi, são alvos da Operação Vertex, 5ª fase da Operação Maus Caminhos
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Operação Vertex, 5ª fase da Operação Maus Caminhos, que investigava o senador  Omar Aziz (PSD),  a mulher dele, Nejmi Aziz (PSD) e os três irmãos Amin, Murad e Mansour Aziz, está temporariamente suspensa.

A decisão foi adotada quinta-feira, 05.

De acordo com o desembargador Néviton Guedes, com atuação na 2ª seção do TRF1 Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), que arguiu “juízo incompetente”, a operação foi suspensa até que o colegiado da 2ª seção do TRF1 decida o juízo competente.

“A operação Maus Caminhos começou com a relatoria da juíza Ana Paula Serizawa,  4ª Vara Federal. Nessa fase da operação, entretanto, o juízo passou a ser a  2ª Vara Federal, incompetente por consequência, avalia a defesa, que pugnou, sem sucesso, pela anulação da operação.

Entenda o caso

A investigação está diretamente relacionada com as outras fases da Operação Maus Caminhos, sendo elas: a Operação Custo Político, Operação Estado de Emergência e a Operação Cashback.

Na Operação Custo Político, se apurou a prática de crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de capitais e pertinência a organização criminosa, praticados por cinco ex-secretários de estado, bem como diversos servidores públicos e o núcleo da organização criminosa desbaratada na primeira fase da operação.

Na Operação Estado de Emergência, foi investigado o núcleo político do Poder Executivo estadual, tendo alcançado um outro ex-governador, que chegou a ser preso.

Já a Operação Cashback teve por objeto a investigação do envolvimento de outras empresas em conluio, em relação as quais suspeita-se que foram efetuados pagamentos embasados em notas fiscais falsas, sem a correspondente prestação de serviço, além de pagamentos por serviços superfaturados (Fonte/Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas).


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •