Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Ouvidoria do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), reúne, nesta terça-feira (19), 1,4 mil gestores de escolas da rede pública municipal de ensino para apresentar o projeto-piloto “Aluno ouvidor”, voltado aos alunos do 6º ao 9º ano. 

O encontro será realizado no auditório Eulálio Chaves da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e contará com 700 gestores pela manhã e 700 gestores à tarde.

A ação faz parte do projeto “Ouvidoria nas Escolas”, uma parceria entre a Semed e a Corte de Contas para dar voz aos estudantes para que eles possam medir sua satisfação com o ensino e a estrutura oferecida. O projeto engloba ainda o “Pequeno ouvidor” voltado para os alunos do ensino fundamental.

O anúncio foi feito na segunda-feira (18) pelo ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, durante a 39ª Sessão Ordinária.

“Esse projeto visa iniciar um sistema de ouvidoria dentro das escolas municipais de Manaus, que tem a terceira maior rede de ensino municipal do Brasil. Os grêmios estudantis irão eleger ouvidores e participarão ativamente desse processo de melhoria da qualidade de ensino. Iremos treina-los para que eles tenham um canal aberto com o Tribunal de Contas”, afirmou o ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, ao reconhecer o apoio da presidente do TCE, Yara Lins dos Santos, no projeto.

O projeto-piloto “Aluno-ouvidor” terá representatividade de alunos do 6º ao 9º ano dos grêmios estudantis das três unidades de ensino de Manaus: Escola Municipal Abílio Alencar, na rodovia AM 010, Km 35, na zona rural da capital amazonense; Escola Municipal Antônia Pereira, na zona Norte, e Escola Municipal Dalvina Silva de Oliveira, no Tarumã.

Para a chefe da Divisão de Apoio à Gestão Escolar (Dage), Jussara Marques, o TCE vem com a bagagem de orientação para somar com todo projeto dentro da escola no grêmio estudantil.“Nós vamos unir essas ações para otimizar os espaços do grêmio estudantil com esse projeto do TCE.

Em cima dessa apresentação, vamos criar um plano de ação para iniciarmos em algumas escolas das Divisões Distritais Zonais da Semed para que possamos dar mais voz aos alunos, reforçando a colaboração deles com a gestão escolar”, disse a gestora escolar.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •