Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os policiais civis da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru, sob o comando da delegada Roberta Merly, cumpriram na tarde de segunda-feira (29/4), por volta das 16h, mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável em nome de um autônomo de 54 anos. O infrator foi denunciado por estuprar as enteadas dele, de 3 e 5 anos de idade, naquele município, distante 68 quilômetros em linha reta da capital.

Conforme a delegada Roberta Merly, os policiais civis da DEP de Manacapuru passaram a investigar o caso após a tia das vítimas denunciar o crime na delegacia. A mulher tomou conhecimento dos estupros após relatos das sobrinhas. A partir disso, a equipe de investigação iniciou os procedimentos e constatou o crime.

“Ao longo de nossas investigações, ouvimos as vítimas e identificamos que o infrator costumava pedir para que as crianças dormissem sem calcinha para que ele pudesse praticar os atos libidinosos. Diante dessas informações, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome do homem. A ordem judicial foi imediatamente expedida pela juíza Silvânia Corrêa Ferreira da Comarca de Manacapuru”, explicou Merly.

A titular da DEP de Manacapuru destacou que, com o mandado já expedido, os policiais civis iniciaram os trabalhos para localizar o infrator. O autônomo foi preso na residência onde estava morando. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e permanecerá custodiado na unidade policial, onde ficará à disposição da Justiça.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •