Foto: Gabriel Melo/Latam
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um homem que mora na Flórida (EUA) denunciou a empresa Latam afirmando que o seu filho de 6 anos foi abusado sexualmente por um funcionário da operadora aérea. Com informações de UOL.

A criança viajava como menor não acompanhado do Brasil para os Estados Unidos. O caso foi registrado em um tribunal federal da cidade de Orlando, no estado da Flórida, e divulgado pela agência norte-americana The Associated Press.

O garoto foi embarcado pela mãe em um voo de Belo Horizonte para São Paulo. Ele seria alocado no aeroporto de Guarulhos em uma aeronave para Orlando.

Nesse caso, os menores devem viajar com seus passaportes e documentos referentes à viagem em um envelope plástico preso a um cordão em seu pescoço. Porém, o envelope foi removido por uma comissária, que colocou os documentos na mochila do garoto.

Não embarcou
Chegando em Guarulhos, outro funcionário da companhia ficou responsável pelo menino. A comissária, porém, não informou onde estavam os documentos do menor. Como a documentação não foi encontrada, o menino não pôde embarcar para Orlando.

A Latam teria hospedado o passageiro em um hotel, onde quatro funcionários se revezaram durante 15 horas em sua supervisão. Foi nessa ocasião que um deles teria abusado sexualmente do menino.

O portal UOL procurou a Latam, que informou em nota que não foi notificada a respeito do processo, mas se coloca à disposição para colaborar com as investigações.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •