Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Francisco Camargo, pai da dupla Zezé Di Camargo e Luciano ficou conhecido em todo o país após ter sua história contada no filme “2 Filhos de Francisco”, no entanto nos últimos anos vem travando uma verdadeira batalha pela vida.

Em 2016, o cantor sertanejo Zezé Di Camargo, revelou durante a participação do extinto programa “Video Show”, exibido pela TV Globo, que o estado de saúde do seu pai era irreversível e que ele lutava contra um sério enfisema pulmonar.

No início deste ano, seu Francisco voltou a ser internado em um hospital de Goiânia. De acordo com informações da jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o estado de saúde ele era grave e inspirava cuidados.

A informação foi reforçada por Cleo Loyola, ex-mulher de Luciano Camargo “O estado do seu Francisco é grave e ele está respirando com a ajuda de aparelhos. Peço oração a todos pelo Seu Francisco Camargo, que está muito doente. Por favor meus amados, orem por ele. Precisa de um milagre”, revelou a pastora.

Mas após receber alta hospitalar, o patriarca da Família Camargo ficou isolado numa propriedade da família no interior de Goiás para cuidar da sua reabilitação e ficar protegido da pandemia do coronavírus, afinal ele faz parte do grupo de risco.

Luciano agradece recuperação e declara “É milagre de Deus”

Nesta quarta-feira (13), Marlene, uma das filhas do seu Francisco Camargo postou um vídeo onde ele aparece levantando sozinho da cama e caminhando.

O veterano que já tem 82 vem apresentando melhora significativa em seu estado de saúde. Ele continua seu tratamento do enfisema pulmonar em casa, após ter saído do hospital sem andar e respirando com ajudas de aparelhos.

“Deus é Deus de milagres mesmo! Olha o milagre na vida do papai. Obrigada Jesus ! Eu te amo! E olha minha rainha admirando mais uma vez as flores….linda mamãe! Te amo!”, escreveu a filha Marlene. “Que coisa boa, é milagre de Deus”, festejou Luciano Camargo.

Na época, a nora Graciele Lacerda postou imagens dele na fazenda de Zezé, em Goiânia, usando um suporte de oxigênio (um cateter nasal de O2 úmido), para ajudar na respiração e numa cadeira de rodas.

Seu Francisco teve várias crises e chegou a ficar quatro meses internado num hospital em Goiânia. (Movimento Country)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •