Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

ESTADÃO – Com elencos sem reforços para 2020 e ainda no segundo jogo oficial da temporada, Palmeiras e São Paulo terão de desafiar as próprias limitações para conseguirem se dar bem no clássico deste domingo, às 16h, em Araraquara. Os times venceram os compromissos na estreia do Campeonato Paulista, mas sabem da importância de uma vitória diante do rival para ter um teste mais real neste início de ano.

As apresentações do Palmeiras sobre o Ituano e do São Paulo sobre o Água Santa deram confiança aos times pelas vitórias, porém somente um triunfo em clássico é capaz de ser a prova de que realmente os dois estão preparados após somente 20 dias de trabalho em 2020.

Os próprios treinadores querem evitar muitas mudanças neste início de temporada. O palmeirense Vanderlei Luxemburgo e o são-paulino Fernando Diniz pretendem manter as escalações da estreia. O entrosamento é a solução para minimizar a falta da forma física ideal.

“Eu não vou ser hipócrita de dizer que estamos totalmente preparados, principalmente fisicamente, para desempenhar um alto nível do nosso futebol. Já temos clássico importante na, segunda rodada do campeonato, então é tentar colocar o melhor dentro de campo, para tentar desempenhar um futebol próximo de 80%, 90%”, disse o lateral-direito Marcos Rocha, um dos destaques do Palmeiras na goleada por 4 a 0 do Ituano na estreia, com um gol e uma assistência.

Sem desfalques, a tendência é de que Luxemburgo repita o time no clássico deste domingo. “Temos que começar a mostrar a cara do Palmeiras, o que o Vanderlei projeta para 2020, para que a gente possa manter um padrão de alto nível. O primeiro jogo já foi difícil, importante. Mas agora é clássico, envolvendo toda a história de Palmeiras e São Paulo. Temos que nos conscientizar dessa importância, da cobrança que acontece em jogos importantes”, projetou Marcos Rocha.

No São Paulo, Fernando Diniz deve fazer apenas uma mudança em relação ao time que venceu o Água Santa por 2 a 0 na última quarta-feira: o lateral-esquerdo Reinaldo foi liberado da estreia para acompanhar o nascimento da filha Rebeca e volta a ficar à disposição. O treinador elogiou a postura do elenco ao longo da pré-temporada e valorizou a importância de conseguir um bom resultado no primeiro clássico de 2020.

“O pessoal está com muita vontade de fazer as coisas, treinamos muito durante a pré-temporada, por isso deu certo (na estreia). Em relação ao clássico, sempre envolve ingredientes diferentes, mexe com o calor do torcedor. Sabemos que é um grande adversário, com um grande técnico. A gente tem que preparar bem o time para fazer uma boa partida em Araraquara”, afirmou Diniz.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •