Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os nomes dos deputados federais Pauderney Avelino (DEM) e Alfredo Nascimento (PR) aparecem na planilha entregue pelos delatores do grupo JBS à Procuradoria-Geral da República e ao Supremo Tribunal Federal. Os parlamentares da bancada amazonense receberam dinheiro do grupo na eleição de 2014, o Democrata de acordo com a lista recebeu R$ 100 mil e o homem forte do Partido da República R$ 307 mil.

De acordo com matéria do Congresso em Foco, juntos, quase 200 congressistas receberam mais de R$ 107 milhões da empresa. De acordo com os delatores, a maior parte dos recursos era propina, mesmo em casos de doação oficial registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foram beneficiados pela JBS 167 deputados federais, de 19 partidos, e 28 senadores. Os valores são maiores, já que nem todos foram identificados claramente no documento. Vários congressistas atribuem as doações aos seus partidos.

Em nota Pauderney Avelino disse que a doação que recebeu foi do Diretório Nacional do Democratas, como consta, inclusive, na sua prestação de contas. O parlamentar acrescentou que o partido que precisa responder sobre isso. Ele garantiu ainda nunca teve contato com ninguém da JBS.

Em nota, a assessoria do deputado federal Alfredo Nascimento questionou a veracidade da lista divulgada pelo Congresso em Foco. Segundo a assessoria, os R$ 307 mil foram captados através do partido, o PR, e que o valor está contabilizado na prestação de contas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Alfredo não fez contato com ninguém do grupo JBS.

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •