Foto: Rafaela Felicciano
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Federal deflagrou na manhã da terça-feira (10/12/2019), em conjunto com o Ministério Público Federal e Receita Federal, a 69ª fase da Operação Lava Jato, chamada Operação Mapa da Mina.

Policiais, com apoio de auditores da Receita Federal, cumprem 47 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e no Distrito Federal. As medidas foram expedidas pela 13ª Vara Federal em Curitiba (PR).

As investigações começaram a partir de evidências levantadas na 24ª fase da operação Lava Jato e tem como foco principal apurar crimes de corrupção ativa e passiva, organização criminosa, tráfico de influência internacional e lavagem de dinheiro.

Na ocasião, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi levado coercitivamente para depor no Aeroporto de Congonhas.

De acordo com a PF, os crimes envolvem contratos e acertos que teriam gerado repasses milionários a grupo econômico integrado por pessoas físicas e jurídicas investigadas. Esses acordos teriam sido fechados com operadoras de telefonia, internet e TV por assinatura. O valor dos repasses chega a R$ 193 milhões, feitos entre 2005 e 2016. (Com Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •