Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Federal (PF) cumpre na manhã desta sexta-feira (11/9) oito mandados de prisão, no Brasil e no Paraguai, contra lideranças do crime organizado para combater o tráfico de drogas e a lavagem de dinheiro.

São cumpridos 42 mandados de busca e apreensão no Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. No Paraguai, a polícia faz operação nas cidades de Assunção e Pedro Juan Caballero. As ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara Federal em Campo Grande (MS).

A Justiça determinou o sequestro de mais de R$ 230 milhões em patrimônio do tráfico de drogas no Brasil e no Paraguai. No Brasil, são 42 imóveis, duas fazendas, 75 veículos, embarcações e aeronaves, cujos valores somados atingem R$ 80 milhões em patrimônio adquirido pelos líderes da organização criminosa.

“O esquema criminoso investigado tinha como ponto principal a lavagem de dinheiro do tráfico de cocaína, por meio de empresas de laranjas e empresas de fachada, dentre as quais havia construtoras, administradoras de imóveis, lojas de veículos de luxo, dentre outras”, ressalta a PF, em nota.

A estrutura, especializada na lavagem de grandes volumes de valores ilícitos, também contava com uma rede de doleiros sediados no Paraguai, com operadores em Curitiba (PR), Londrina (PR), São Paulo e Rio de Janeiro.

A operação foi batizada de “Status”. Isso porque, segundo a PF, os líderes mantinham ostentação de alto padrão de vida, com participação em eventos de arrecadação com veículos esportivos de alto valor, contratação de artistas famosos para eventos pessoais e residências de luxo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •