Foto: André Coelho/Folhapress
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A pedido da Procuradoria da República no Distrito Federal, a Polícia Federal (PF) instaurou inquérito para investigar a atuação do secretário de Comunicação Social da Presidência da República, Fábio Wajngarten. A informação foi divulgada pelo Globo e confirmada pelo Metrópoles.

Desde janeiro, a Folha de S.Paulo vem mostrando que a FW Comunicação, da qual Wajngarten é sócio, tem negócios com emissoras e agências contratadas, na administração pública, pela secretaria que ele comanda e por outras pastas do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

A PF deve apurar, dentro do inquérito, possíveis práticas de corrupção passiva, peculato e advocacia administrativa – quando o envolvido utiliza, direta ou indiretamente, a administração pública em favor de empresas privadas.

Além de receber das empresas que contratam com o governo, as verbas destinadas a uma parte dos clientes de Wajngarten também aumentaram. O pedido da procuradoria, contudo, segue sob sigilo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •