Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Condenado a 28 anos de prisão por sequestrar e assassinar decapitados dois jovens em 2008, o soldado Ronaldo dos Reis Santos recebeu salário normalmente até dezembro do ano passado.

A informação foi obtida pelo site noticioso Ponte junto à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSPSP).

“O policial não recebe salário desde 2019, quando foi cassada liminar judicial que determinava o pagamento”, informou a pasta, em nota.

“Com base na condenação criminal, expedida em 2019, será instaurado novo Processo Demissório para que ele possa ser expulso da Instituição”, prosseguiu a secretaria paulista.

Ronaldo foi condenado em 2011, dois anos após os assassinatos. Ele foi apontado como integrante do grupo de extermínio “Os Highlanders”, formado por 10 policiais militares, que mataram ao menos 12 pessoas. Com informações de Metrópoles.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •