Montagem Fato Amazônico
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Presidente do Partido de Mobilização Nacional (PMN) no Amazonas, Marcelo Amil, nega que tenha tido conversas com o ex-governador Amazonino Mendes (PDT) para possível aliança no pleito eleitoral em 2020. O advogado, que assumiu a direção do partido este ano, reafirma que o PMN tem intenção de lançar candidato próprio para a Prefeitura de Manaus.

Marcelo Amil salienta que não houve qualquer contato com o político, como noticiado pela imprensa amazonense nesta semana. Segundo ele, o PMN – mesmo que tenha possíveis alianças no futuro – não mudará o seu espectro ideológico político de centro esquerda.

Veja nota oficial do Presidente do PMN no Amazonas:

“Na data 26 de agosto passado, circulou notícia na cidade que o PMN através de minha pessoa, enquanto presidente estadual, estaria conversando com o ex-governador Amazonino Mendes sobre as eleições municipais de 2020 com o intuito de apoiá-lo na disputa. Tal notícia é totalmente inverídica. Jamais tive qualquer contato nem direto nem indireto, nem pessoalmente, nem através de meio eletrônico com o ex-governador para tratar de qualquer assunto de qualquer natureza. O indicativo que há no PMN é o de construir candidatura própria à prefeitura de Manaus, respeitando os termos da resolução 003 do diretório nacional do partido. Esta candidatura própria deverá alinhar-se ao que diz o estatuto do partido e ao campo político no qual o PMN nasceu, que é o campo de centro esquerda. O PMN participará do pleito de 2020 com altivez e verdade. O tempo em que o presidente do PMN descascava tucumã passou”, diz Marcelo Amil – Presidente estadual do PMN.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •