Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Policiais civis do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), sob a coordenação do delegado Paulo Mavignier, diretor do departamento, deflagraram, na manhã desta quinta-feira (17/10), ação policial, com apoio de policiais civis da Delegacia Fluvial (Deflu) e agentes da Receita Federal, que resultou na apreensão de 40 tabletes de maconha do tipo skunk, em duas embarcações que vinham de municípios distintos do Estado.

Os barcos foram abordados em um local conhecido como Furo do Paracuuba, às margens do Rio Solimões, no município de Iranduba, distante 27 quilômetros em linha reta da capital. De acordo com a autoridade policial, a primeira abordagem aconteceu por volta das 6h, em uma embarcação vinda do município de Tefé, distante 523 quilômetros em linha reta da capital.

Segundo o delegado, na ocasião, os cães Odin e Zeus, respectivamente, da Receita Federal e Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), localizaram 26 tabletes de maconha do tipo skunk escondidos na estrutura de fornos de panificação.

“Já por volta das 7h30, abordamos uma embarcação vinda de Jutaí, distante 751 quilômetros em linha reta da capital, onde apreendemos mais 14 tabletes de maconha do tipo skunk. Os cães detectaram o material ilícito dentro de uma televisão. Tanto os fornos de panificação, quanto a televisão foram despachados e estavam como encomendas. Não tivemos nenhum preso”, explicou Mavignier.

Procedimentos – O diretor do Denarc informou que todo o material apreendido será periciado. O delegado destacou, ainda, que as investigações em torno do caso irão prosseguir para identificar a origem das substâncias entorpecentes e o destino do material ilícito, com intuito de localizar e indiciar os envolvidos.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •