Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Policiais civis da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM) da zona norte cumpriram, nesta terça-feira (09/06), por volta das 9h30, mandado de prisão preventiva em nome de um jovem de 21 anos, por lesão corporal contra a então companheira, uma jovem de 18 anos. O crime foi cometido no dia 16 de janeiro deste ano, na residência onde eles moravam, no bairro Jorge Teixeira, na zona leste da capital.

Sob o comando da delegada-geral Emília Ferraz e coordenação da delegada Wagna Costa, titular da Especializada, a prisão do indivíduo ocorreu nas dependências da unidade policial. De acordo com as investigações, a vítima e o infrator viviam um relacionamento marcado por constantes conflitos. Na ocasião do delito, durante uma discussão, o jovem teria efetuado golpes com uma barra de ferro contra as pernas da vítima.

“Vale destacar que, no momento das agressões, o infrator desferiu, também, socos com o intuito de atingir as costas e barriga da vítima, que estava grávida dele na época. Depois do registro formal da denúncia, nós iniciamos os procedimentos investigativos a fim de averiguar a ocorrência. E, assim que obtivemos as provas do cometimento do delito, ingressamos com o pedido de prisão em nome do jovem”, explicou a delegada Wagna Costa.

Conforme a titular da Especializada, na tarde desta segunda-feira (08/06), as equipes da unidade policial foram à residência do infrator, mas como ele não se encontrava, os policiais civis deixaram uma intimação para que ele comparecesse na sede da Especializada. “Hoje, assim que o jovem chegou à delegacia, nós cumprimos o mandado de prisão em nome dele, que havia sido expedido na última quinta-feira (04/06), pela juíza Lina Marie Cabral, da Central de Inquéritos”, informou Wagna.

Procedimentos – O indivíduo foi indiciado por lesão corporal no âmbito da violência doméstica. Ao término dos procedimentos cabíveis na Especializada, ele será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverá passar por audiência de custódia a ser realizada por meio de videoconferência.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •