Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na quarta-feira (1º/07), por volta das 8h, a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), sob o comando da delegada-geral Emília Ferraz e a coordenação da delegada Carla Biaggi, titular da especializada, deflagrou operação policial, com o apoio da Delegacia Fluvial (Deflu), do Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam), do Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar (BPAmb) e do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), para apurar possíveis desmatamentos em áreas protegidas.

De acordo com a delegada Carla Biaggi, a ação ocorreu na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, nas proximidades do rio Negro. Ainda conforme a autoridade policial, toda a operação teve objetivo, também, de coibir possíveis crimes ambientais naquela região da comunidade. No local, havia alguns focos de desmatamentos e madeiras extraídas de forma ilegal.

“Alguns moradores da comunidade nos comunicaram que esse tipo de crime ambiental estava acontecendo lá. Então, nós nos deslocamos até a comunidade para verificar a veracidade das informações e constatamos que na região havia desmatamento, sim, inclusive já havia várias clareiras que mostravam tal situação. Não conseguimos prender ninguém, pois os infratores se evadiram do local pouco tempo antes de chegarmos. No entanto, vamos continuar agindo a fim de prender os responsáveis por crimes dessa natureza”, disse a delegada.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •