Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A equipe de investigação do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP), efetuou na quinta-feira (13/08), as prisões em flagrante de Leonardo Araújo da Silva, 20, e Gustavo de Barros Pereira, 19, pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

De acordo com o delegado Henrique Brasil, a ação policial é resultado de um trabalho investigativo de 30 dias contínuos, após a prisão de Fernando da Silva Cunha, o ‘Zóio’, ocorrida no dia 10 de julho deste ano, pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele era o responsável por efetuar a distribuição de entorpecentes em bocas de fumo, na região do bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul da cidade.

Conforme a autoridade policial, após a prisão de ‘Zóio’, a dupla assumiu a distribuição de entorpecentes destinados às bocas de fumo da região acima mencionada. Porém, durante as diligências, a equipe descobriu a localização da base de distribuição do material ilícito e na manhã, deslocou-se ao lugar, no bairro Mauazinho, e efetuou as prisões.

“Após realizarmos campana, na manhã desta quinta-feira, avistamos, por volta das 8h, a dupla saindo de uma vila de quitinetes, portando duas pochetes, momento em que resolvemos abordá-la. Durante revista pessoal, encontramos, com os indivíduos, diversas trouxinhas de entorpecentes que seriam entregues para venda nas bocas de fumo”, comentou o adjunto.

Segundo Moura, a equipe de investigação adentrou a quitinete, onde moram os jovens, e, no local, encontraram mais substâncias entorpecentes, sendo que a maioria ainda seria embalada para a referida comercialização.

Moura informou que, ao fim das diligências no imóvel, foram apreendidas 96 trouxinhas, possivelmente de cocaína; 228 trouxinhas, possivelmente de oxi em pedra; quatro porções médias, possivelmente de skunk; uma porção média, possivelmente de cocaína em pedra; duas porções médias, possivelmente de oxi em pedra; uma porção pequena, possivelmente de oxi em pedra; uma balança de precisão e R$ 30,00 em espécie.

“Em depoimento, os infratores confirmaram a comercialização das substâncias ilícitas, e, também, que cometiam roubos com a finalidade de adquirir mais dinheiro para investir no produto ilícito. É importante mencionar que os dois já possuem passagem pela polícia por roubo”, finalizou Moura.

Ainda segundo as informações do adjunto, a partir de consultas feitas ao Sistema de Automação da Justiça (E-SAJ) do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), foi verificado que Leonardo responde a um Inquérito Policial (IP), enquanto  Gustavo responde a quatro IPs.

Procedimentos – Os jovens foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Após os procedimentos na unidade policial, eles serão encaminhados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) para audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça. As informações são de Polícia Civil do Amazonas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •