Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), prendeu, em flagrante, um homem que estava sendo investigado pelo crime de peculato, por desviar medicamentos de um hospital público onde trabalhava. A prisão ocorreu na noite de quinta-feira (31/10), no bairro Nova Cidade, zona norte da capital.

Roger Lima Duarte Gonçalves, 22, trabalhava há três anos como funcionário terceirizado na unidade hospitalar, situado na zona leste da capital.

As investigações iniciaram quando a especializada foi acionada pela diretoria do hospital, informando que estaria ocorrendo desvio de medicamentos do lugar, segundo o titular da DERFD, delegado Guilherme Torres.

“Nós estamos há um mês investigando a questão desses furtos de medicamentos. A direção do hospital informou que tinham constatado a subtração de alguns medicamentos e passamos a trocar informações, junto com eles, e monitorar a entrada e saída de medicamentos. Na tarde de ontem, percebemos uma atitude estranha de um funcionário, onde ele saía com alguns carrinhos com várias caixas de papelão e colocava no carro particular dele. A partir desse momento, nós fizemos uma vigilância e acompanhamos o veículo. Em um determinado momento, fizemos a abordagem e foi constatado aproximadamente 4 mil frascos de medicamentos”.

Com ele, foram apreendidos 1 mil ampolas de Tramadol, 120 frascos de Ampicilina, 280 frascos de Imipeném, 150 frascos de Meropénem, entre outros medicamentos, que estavam dentro de caixas de papelão dentro do carro do homem.

O titular da Derfd destacou que, em depoimento, Roger confessou a autoria dos desvios e declarou que ganhava por semana em média de R$ 2 mil a R$ 4 mil. Ele relatou, ainda, que já teria subtraído em torno de R$ 80 mil em remédios, desde que começou a praticar os desvios.

Segundo Torres, o prejuízo para unidade hospitalar está avaliado em aproximadamente R$ 100 mil.

Procedimentos – Roger foi autuado em flagrante pelo crime de peculato e foi conduzido para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital, e permanecerá à disposição da Justiça.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •