Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os delegados Paulo Martins e Marília Campello, titular e adjunta, respectivamente, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falaram na manhã desta terça-feira (13/8), durante coletiva de imprensa sobre a prisão em flagrante de Vanderli da Silva Bonfim, 46, autor do feminicídio da companheira dele, Jerusa Gonçalves da Costa, 29 anos. O crime ocorreu na noite de domingo (11/8), por volta das 23h, na residência do casal, no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus.

De acordo com Martins, no dia do crime, Vanderli desferiu um golpe de faca acima do peito de Jerusa e, logo após a consumação do delito, deixou o imóvel, fugindo para a casa de familiares dele. Segundo o delegado, a equipe da DEHS foi informada que o infrator estava escondido em uma residência situada na rua São Bento, bairro Santo Antônio, Zona Oeste da capital amazonense.

“Imediatamente nos deslocamos até o local indicado e logramos êxito na prisão do infrator, na manhã de segunda-feira (12/8), por volta das 10h, no bairro Santo Antônio. Vanderli confessou a autoria do crime e, em depoimento, ele afirmou ter agido em legitima defesa, após a vítima tentar furá-lo com um espeto. No entanto, ressalto que esta é apenas a versão dele em relação ao crime”, explicou o titular da DEHS.

A delegada Marília Campello destacou que o infrator não possui passagens anteriores pela polícia e que a vítima nunca havia registrado um Boletim de Ocorrência (BO) sobre agressões sofridas. “Apesar de Jerusa nunca ter formalizado a ocorrência, constatamos, durante as diligências, que as brigas do casal aconteciam com frequência e que o infrator sempre teve um comportamento agressivo”, disse a delegada.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •