Delegado Rodrigo Barreto
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na manhã de terça-feira (21/01), por volta das 11h, policiais civis do 21° Distrito Integrado de Polícia (DIP), com apoio da equipe da 4ª Seccional Oeste, cumpriram mandado de prisão preventiva em nome de Diego Felipe Moreira Ferreira, 29, por roubo cometido contra um homem de 41 anos, no dia 15 de julho de 2019, na casa dele, localizada no bairro São Jorge, zona oeste da capital. A ação foi coordenada pelos delegados Rodrigo Barreto e Ricardo Leite, titulares da 4ª Seccional Oeste e 21º DIP, respectivamente.

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (22/01), às 10h, o delegado Rodrigo Barreto explicou que Diego foi preso na casa de uma amiga dele, situada no residencial Viver Melhor, bairro Lago Azul, zona norte da cidade. Na ocasião do crime, o infrator havia marcado um encontro na casa da vítima, por meio de um aplicativo de relacionamento. Após manterem relações sexuais, Diego alegou que trabalhava como garoto de programa e exigiu, sob ameaça, a quantia de R$ 300 em espécie, pelo programa.

“A princípio, a vítima relutou em pagar tal quantia, mas após se sentir ameaçada, resolveu dar R$ 250 ao infrator. No entanto, o indivíduo não se deu por satisfeito e continuou exigindo o valor de R$ 300 à vítima, que resolveu verificar em uma bolsa se teria mais dinheiro, momento em que Diego tomou a bolsa, que continha R$ 950 em espécie, e empreendeu fuga do local”, explicou Barreto.

Ainda segundo a autoridade policial, durante o encontro, Diego se apresentou como “Edjan”, mas após o andamento das investigações, as equipes policiais constataram que o homem utilizava o nome falso para não ser identificado. Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi constatado que Diego possui 21 Boletins de Ocorrência (BOs), a maioria por roubo e extorsão.

O delegado Barreto destacou também que o infrator possui processos criminais por extorsão, roubo e furto. Sendo que todos os crimes foram cometidos da mesma forma, em encontros marcados por meio do aplicativo de relacionamento.

Procedimentos – Diego foi indiciado por roubo, extorsão e furto. Após os trâmites cabíveis na especializada, ele será encaminhado para a audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da cidade, onde ficará à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •