Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Policiais civis do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em ação conjunta com a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), cumpriram na manhã de segunda-feira (25/11), por volta das 8h, mandado de prisão preventiva por homicídio e tentativa de homicídio em nome de Johnata dos Santos Guedes, 20. O infrator está envolvido no homicídio que teve como vítima Ed Wilson de Miranda Leal, que tinha 33 anos, e na tentativa de homicídio do pai da vítima, um homem de 59 anos.

Conforme o delegado Bruno Fraga, titular da 2ª Seccional Norte e que está respondendo interinamente pelo 26º DIP, o crime ocorreu na madrugada do dia 18 de junho de 2018, por volta das 4h, em uma casa situada na rua Êxodo, bairro Colônia Terra Nova, zona norte da capital. Na ocasião, Johnata e mais um comparsa, que está sendo investigado pela polícia, entraram no quarto em que estava a vítima sobrevivente e cobraram dinheiro da venda de drogas em que ela teria consumido.

“Como o homem de 59 anos não pagou a dívida, o comparsa de Johnata efetuou um tiro na cabeça dele. Entretanto, o disparo atingiu o homem de raspão. Logo em seguida, a dupla saiu da casa e encontrou Ed Wilson. Os indivíduos passaram a cobrar a dívida feita pelo pai de Ed Wilson, porém ele também não quis pagar, momento em que a dupla, com um pedaço de madeira, agrediu a vítima, que morreu de traumatismo craniano. Após o crime, a dupla empreendeu fuga do local”, relatou Bruno Fraga.

Conforme Fraga, nas diligências em conjunta com a DEHS, Johnata foi localizado na rua Codajás, bairro Cachoeirinha, zona sul de Manaus, onde foi preso em via pública.  O mando de prisão foi expedida no dia 3 de outubro de 2018, pelo juiz Mauro Moraes Antony da 3ª Vara do Tribunal do Júri. Ainda segundo a autoridade policial, Johnata foi indiciado por homicídio e homicídio doloso tentado, por motivo torpe, uso de tortura e surpresa.

Ao término dos trâmites cabíveis no 26º DIP, o jovem será encaminhado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da cidade.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •