Delegado Cícero Túlio
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ao longo das manhãs de quarta-feira (26/08) e quinta-feira (27/08), as equipes policiais da Delegacia Especializada em Roubos e Furto de Veículos (DERFV) prenderam, em cumprimento a mandados de prisões preventivas, Clauber Ferreira Magalhães, conhecido como “Japonês”, de 29 anos; Ilma Souza de Almeida, 28; e Jerson Rodrigues dos Santos, 36, o “Jelson”. O trio é investigado por integrar um grupo criminoso que clonava e revendia carros roubados. A ação policial ocorreu em pontos distintos da capital.

De acordo com o titular da DERFV, delegado Cícero Túlio, as investigações realizadas para apurar o caso indicam que Ilma era a responsável por receptar e revender os automóveis em municípios do interior do estado, a mando de Jerson, que era o articulador do esquema. Enquanto Clauber adulterava os sinais identificadores desses carros.

“Além desse trio, o irmão de Ilma, identificado como Adão Neto, está sendo procurado pela nossa equipe, tendo em vista que também participava da venda desses veículos roubados. Já conseguimos recuperar dois carros, entretanto, durante as diligências, nós descobrimos que o grupo já vendeu, pelo menos, 10 veículos”, afirmou o delegado Cícero.

O titular da Especializada destacou ainda que Ilma e Jerson registraram união estável em cartório, cuja validade está sendo investigada, com o objetivo de que ele fosse transferido a outra unidade prisional, para que o infrator pudesse operar o esquema criminoso com maior facilidade e segurança, na época em que estava preso.

“Além de receber e revender os veículos provenientes dos roubos cometidos por outros infratores, as diligências acerca do caso apontam também que Ilma se apresentava como falsa advogada, e cobrava dinheiro de outros criminosos para, supostamente, influenciar em decisões judiciais. Vale destacar que essa ocorrência também está sendo investigada pela nossa equipe e por outras delegacias especializadas”, disse o titular da DERFV.

O delegado explicou que as diligências seguem em andamento, a fim de localizar e prender Adão, bem como recuperar mais veículos comercializados pelo bando. O mandado judicial em nome do grupo foi expedido na última segunda-feira (24/08), pela juíza Careen Aguiar, da Central de Inquéritos.

‘Jelson’ – A autoridade policial destacou que Jerson Rodrigues é apontado como integrante de uma facção criminosa e possui diversas passagens pela polícia. O homem já havia sido preso em julho do ano passado, durante a operação “Guilhotina”, deflagrada pela DERFV, na qual foi desarticulado um grupo criminoso, em que presidiários orientavam os demais membros do bando a roubar e clonar veículos.

Segundo Túlio, antes disso, em fevereiro de 2019, “Jelson” já havia sido preso pelas equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), pelo envolvimento no homicídio do advogado Armando de Oliveira Freitas, que tinha 79 anos, ocorrido em maio de 2018.

Procedimentos – O trio foi indiciado por associação criminosa, receptação e adulteração de sinal identificador de veículos. Após os trâmites na Especializada, os três serão encaminhados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverão ficar à disposição da Justiça.

Disque-denúncia – Quem tiver informações acerca do paradeiro de Adão, pode entrar em contato com as equipes policiais, por meio do número (92) 99962-2442, o disque-denúncia da DERFV, além do 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). O sigilo da identidade do informante será assegurado.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •