Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na noite de domingo (24/05), por volta das 22h, policiais civis da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Eirunepé, em ação conjunta com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), realizaram operação ‘Xeque-mate’ que culminou nas prisões, em flagrante, de Antônio Wisley Fernandes de Moura, 21, conhecido como “Chuau”; Altair dos Santos Mendes, 23; e Sidioney Cavalcante Souza, 26. Em posse dos indivíduos foram encontrados animais silvestres, maconha, pasta base de cocaína e munições de calibres 22 e 38 intactas.

De acordo com o investigador Gonzaga Rezende Júnior, gestor da unidade policial que coordenou os trabalhos, as prisões ocorreram em pontos distintos do bairro Nossa Senhora de Aparecida, naquele município (distante 1.160 quilômetros em linha reta da capital). Antônio foi preso na residência dele, situada na rua Leland Barroso, Altair e Sidioney foram presos no beco Monsenhor Coutinho.

Segundo o gestor, ao chegarem à casa de “Chuau”, realizaram uma revista. No local, as equipes encontraram potes de creme de cabelo e ao abrirem as embalagens, encontraram drogas do tipo maconha escondidas dentro deles, além de dois pássaros em gaiolas, pasta base de cocaína e munições intactas. Os trabalhos continuaram e chegando ao beco Monsenhor Coutinho, encontraram os outros indivíduos e com eles, uma pedra de cocaína, além de 57 trouxinhas do mesmo material entorpecente.

“Os infratores foram autuados em flagrante e conduzidos para a unidade policial, onde foram realizados os procedimentos cabíveis. Após denúncias anônimas, realizamos a ação que tinha como intuito reprimir o tráfico de drogas na cidade”, declarou Gonzaga Júnior.

Procedimentos – Antônio foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, posse irregular de munição de uso permitido e guarda ilegal de pássaro silvestre. Altair e Sidioney foram presos em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após os procedimentos cabíveis na DIP, eles serão encaminhados para audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •