Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O delegado Cícero Túlio, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), falou na manhã de quarta-feira (31/7), durante coletiva de imprensa realizada às 11h, no prédio da especializada, sobre a prisão do vigia Taylor Wander Nogueira Figueira, 33, em posse de duas motocicletas com restrição de furto e placas clonadas, além de um simulacro de arma de fogo.

De acordo com Cícero Túlio, a prisão de Taylor aconteceu durante diligências realizadas pelas equipes da especializada na tarde de terça-feira (30/7), por volta das 15h, na rua Marcos Barros, bairro São José Operário, zona leste de Manaus. O intuito dos trabalhos, segundo o delegado, foi reprimir a ação de receptadores de veículos furtados e roubados na capital.

A autoridade policial ressaltou que, com o infrator, os policiais civis apreenderam duas motocicletas com restrição de furto, apresentando placas clonadas, sendo uma da montadora Yamaha, modelo Fazer, e outra da montadora Honda, modelo Titan, além de um simulacro de arma de fogo.

“Fizemos um trabalho específico para reprimir esse tipo de atuação criminosa. Na tarde de ontem, logramos êxito em localizar Taylor, que estava em posse de duas motocicletas com restrição de furto e adulteradas. Ele foi autuado em flagrante em razão da receptação e adulteração do sinal que identifica o veículo automotor”, explicou o titular da DERFV.

Cícero Túlio enfatizou, durante coletiva de imprensa, que o simulacro de arma de fogo possivelmente estaria sendo utilizando pelo vigia para cometer roubos na cidade de Manaus. “Não apenas roubos de veículos, mas também a subtração de celulares e outros objetos. Taylor não tem passagem pela polícia. Ele é vigilante de um condomínio aqui de Manaus”, disse.

O titular da DERFV afirmou, ainda, que Taylor pode ter se aproveitado da profissão que exerce para despistar a atuação e o trabalho da polícia. “O infrator admite que uma das motocicletas ele pegou, configurando a receptação. Em relação à outra motocicleta, ele alega que está legalizada. Vamos encaminhar as duas motos para o setor de perícia onde, onde teremos essa constatação, após a emissão de laudo pericial”, concluiu o delegado.

Procedimentos – Taylor foi conduzido ao prédio da DERFV, onde foi autuado em flagrante por adulteração de sinal identificador de veículo automotor e receptação. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, ele será levado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul de Manaus.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •