Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Militar do Amazonas realizou, na manhã de quinta-feira (14/11), a solenidade de abertura e aula inaugural do 5º Curso de Policiamento Ambiental, voltado para policiais militares, especialmente os que servem no Comando de Policiamento Ambiental (CPAMB). A partir deste aperfeiçoamento, os policiais participantes estarão aptos a desenvolver missões no ambiente de selva conforme o padrão de policiamento preventivo desenvolvido pelo Batalhão do Meio Ambiente em favor da natureza

A aula inaugural contou com a presença de oficiais e praças do CPAMB, do coronel da Força Aérea Brasileira, Arthur Carlos Guedes Naylor Júnior, convidado de honra. O palestrante foi Alberto Carim Antônio, juiz da Vara do Meio Ambiente, que destacou a importância dos trabalhos do Comando e Batalhão de Policiamento Ambiental na defesa e preservação da natureza. Essas ações terão, a partir de agora, o reforço de mais policiais devidamente capacitados para serem inseridos na questão da luta pelo meio ambiente, combate aos crimes ambientais e a valorização da flora e fauna amazonenses.

Segundo dados de produtividade do Centro de Comunicações Operacionais Policiais Militares (Cecopom), de janeiro a outubro de 2019, o Comando e o Batalhão de Policiamento Ambiental realizaram resgates de 378 animais silvestres, apreensões de 371 quilos de carnes de caça e 15.317 de pescado, 30 quelônios, 208 metros cúbicos de madeira e 213 de carvão, demonstrando números significativos nas ações realizadas pela Corporação na ampliação de política públicas voltadas ao combate dos crimes ambientais.

Presente na solenidade, o chefe do Estado Maior Geral da Polícia Militar, coronel PM Ronaldo Negreiros, destacou a iniciativa do CPAMB que, ao programar e realizar esta quinta edição do curso de aperfeiçoamento em policiamento ambiental, mantém as diretrizes da própria Polícia Militar no que diz respeito a valorização da fauna e da flora do Amazonas.

“Isso vai especializar o agente militar na sua atuação de combate aos crimes ambientais, legitimando, assim a ação dos policiais militares envolvidos na causa, o que vai facilitar também a atuação de todos os órgãos públicos envolvidos na defesa do meio ambiente no imenso território do Estado do Amazonas”, pontuou ele.

Para o comandante de Policiamento Ambiental, coronel PM Hildo Silva, o curso vai gerar um melhor e mais eficaz policiamento de defesa do meio ambiente, e o resultado virá de encontro ao que espera a sociedade amazonense.

“Todos os que receberem os ensinamentos técnicos estarão aptos para desenvolver um trabalho que favoreça um meio ambiente ecologicamente equilibrado. Todas as ações de defesa e proteção ambiental serão desenvolvidas neste curso e poderão ser colocadas em prática tanto na zona urbana quanto na zona rural e em ambiente de selva, o que vai fazer o diferencial dentro deste combate constante que a Polícia Militar tem na preservação do bioma amazônico”, esclareceu o comandante.

De acordo com a Polícia Militar, o curso que terá duração de 20 dias, perfazendo 180 horas aulas, e vai ter a presença de 26 alunos. A atividade é realizada na sede do CPAMB, na avenida Santos Dumont, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus.

Com informações da assessoria da PM

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •