Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na semana em que se comemorou o Dia do Ciclista, 19 de agosto, a Polícia Militar do Amazonas parabeniza os ciclistas e enaltece o excelente trabalho dos policiais que fazem parte da Ciclopatrulha. Criada no dia 28 de abril de 2017, a Ciclopatrulha conta hoje com um efetivo de 41 policiais, 55 bicicletas e atua em quatro pontos distintos da capital amazonense, com grande fluxo de pessoas: Praia da Ponta Negra, Parque dos Bilhares, Centro Social Urbano (CSU) do Parque Dez e Centro.

O comandante da Polícia Militar, coronel PM Ayrton Norte, ressalta que a Ciclopatrulha executa um policiamento diferenciado, podendo trafegar e monitorar locais que uma viatura convencional não alcança. “O policial em cima de uma bicicleta pode realizar patrulhamento em diversos lugares nos quais as viaturas convencionais não conseguem entrar, além da proximidade com a população que frequenta esses pontos turísticos e as áreas cobertas por este tipo de policiamento, que deu tanto certo que já expandiu para diversas área da cidade”, disse.

O comandante da Ciclopatrulha, capitão PM Roberto Vieira, disse que, inicialmente, o policiamento foi criado para atender aos frequentadores da Praia da Ponta Negra e depois se expandiu para outras áreas. “A Ciclopatrulha surgiu de um projeto antigo que conseguimos colocar em prática em 2017. Iniciamos na Ponta Negra, tivemos a aprovação da população que confiou no nosso trabalho e, assim, este modelo de policiamento foi expandido para outras áreas também”, declarou.

Treinamento – Segundo Vieira, todos os policiais passam por treinamentos e cursos para cuidar e realizar pequenas manutenções nas bicicletas. “Eles recebem treinamentos que são realizados por empresas e lojistas parceiros, para zelar e dar manutenção nas bikes. Cada policial é responsável por sua bicicleta que é adaptada e regulada conforme a altura, peso, medidas de cada um para evitar problemas de saúde ao policial”, explicou.

Ciclopatrulha e qualidade de vida – Na Ciclopatrulha há seis meses, o casal de policiais militares, cabo Macário Oliveira e cabo Wanessa Paixão, que fazem patrulhamento nas ruas do Centro, enfrentaram muitos desafios, principalmente o de superar a vida sedentária que levavam, mas este tipo de policiamento mudou radicalmente a vida de ambos.

A cabo Wanessa explicou que estava há mais de 25 anos sem pedalar e fazer o curso lhe proporcionou momentos de superação. “A última vez que tinha pedalado eu estava com 7 anos de idade, era muito pequena. Nos dias do curso, além das instruções operacionais, tive que voltar aprender andar de bicicleta. Fazer parte da Ciclopatrulha é muito gratificante e receber o carinho da população não tem preço”, disse.

O cabo Macário revelou que neste curto espaço de tempo chegou a perder 25kg, proporcionando qualidade de vida. “Quando entrei para fazer o curso, eu pesava 117kg, tinha uma vida sedentária e não praticava nenhum tipo de atividade física. Durante o curso e nesse curto espaço de tempo, cheguei aos 92kg e melhorei muito minha qualidade de vida. A cada serviço, pedalamos até 25km em patrulhamentos nas ruas aqui do Centro e somos muito bem recebidos principalmente pelos lojistas que já perceberam a diminuição no número de roubos e furtos nas lojas e aos clientes”, revelou Macário.

Ocorrências recentes – No último domingo (18), policiais militares da Ciclopatrulha detiveram dois homens e duas mulheres suspeitos de tráfico de drogas na Praia da Ponta Negra, zona oeste da capital. Com os suspeitos, os policiais apreenderam 15 porções de supostamente entorpecentes e a quantia de R$ 157 em espécie.

Segundo informações dos policiais que atenderam a ocorrência, por volta das 20h30, eles avistaram um grupo de pessoas em atitude suspeita nas proximidades da Escola de Remo. Os policiais fizeram a aproximação e abordagem e durante revista pessoal encontraram as porções de supostamente entorpecentes e a quantia em dinheiro. Ao serem indagados, os suspeitos disseram que estavam consumindo e comercializando entorpecentes no local.

No dia 16 de julho, policiais militares da Ciclopatrulha que estavam em patrulhamento de segurança pela avenida Eduardo Ribeiro, Centro, por volta das 14 horas, avistaram em frente a uma loja de eletrodomésticos da área um jovem em atitude suspeita se posicionando entre os transeuntes que era intenso naquele horário.

O trio Ciclopatrulheiros da Polícia Militar observaram que o homem estava com um celular em mãos como se estivesse vendendo o aparelho que era oferecido a quem transitava pelo lugar. Após a observação, foi realizada abordagem pelos militares e na vistoria foi confirmada a posse do aparelho celular e um carregador. Depois de identificar o suspeito, os policiais receberam informação de que ele possuía um mandado de prisão em aberto pelo qual, recebeu voz de prisão.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •