Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em uma sequência de vídeos de aproximadamente 20 minutos, um policial militar de Manaus registra o momento em que chegam em uma residência, para apurar denúncia anônima de agressão a uma criança de 6 anos. A ação aconteceu no bairro Santo Agostinho, em Manaus.

A criança que estava sozinha em casa, conversa com os policiais e ao ser questionado, relata que foi agredido nas costas pelo pai. Durante a gravação dos vídeos, duas mulheres vizinhas aparecem em momentos distintos e questionam a ação policial; inclusive, esclarecem que as marcas no rosto da criança se tratam de quedas.

Uma delas afirma que conhece o pai da criança, que é rapaz do bem mas que nunca viu relato de nada ruim. “Ele não bebe, ele não fuma.”, diz. O policial responde: “Pois é, só não tem condições psicológicas de criar uma criança.”.

Segundo informações de vizinhas, a criança foi abandonada pela mãe e o avô que cuidava, não quis mais criar a criança. Foi quando o pai pegou o filho para morar com ele recentemente. Em outro trecho do vídeo é possível ver uma mulher identificada como prima do acusado, que pergunta do policial: “Se não fosse seu filho, o senhor não dava uma lambada nele?” “Não mata não”.

“Engraçado que todo mundo protege o pai, mas não protege a criança.”, questiona o policial.

Claramente uma criança que precisa de cuidados e não de mais abandono e agressões em sua vida. O pai foi encaminhado com a criança para prestar esclarecimentos da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente – DEPCA.

Assista:

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •