Foto: Agência Brasil
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito Bruno Covas (PSDB), 39 anos, teve o diagnóstico de um câncer no estômago confirmado, na tarde desta segunda-feira (28/10), e terá que passar por quimioterapia. O tumor sofreu metástase (se espalhou) para o fígado e para linfonodos da região abdominal. O tucano não pediu licença do cargo para fazer o tratamento.

Em entrevista coletiva no Hospital Sírio-Libanês, a equipe médica coordenada por David Uip informou que, apesar da metástase, o tumor foi descoberto precocemente e o fato de o prefeito ser jovem e saudável aumenta as chances de cura.

No hospital, Covas permanecerá despachando. O político paulista não terá um esquema de visitas especial. “Nosso conselho é que ele não se desgaste politicamente recebendo todos”, disse o médico Raul Curiar.

Segundo o secretário de Justiça, Rubens Rizek, a avaliação foi que o prefeito conseguiria manter contato com a equipe pelo celular e por mensagens. “Ele está no celular o tempo todo.” Técnicos da prefeitura configuraram um tablet para que ele pudesse assinar eletronicamente documentos oficiais. (Com Agência Estado)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •