Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito do município de Barreinha, Glênio Seixas, investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE), por suposta prática de nepotismo, pode ser alvo de uma nova investigação a partir de denúncia publicada nas redes sociais por Leman Garcia, terça-feira, 13, no perfil dele no Facebook.

Segundo o autor do post (ver fotos), há três semanas Glênio Seixas recebeu do Governo do Estado do Amazonas 1.720 sacas de rancho para as vítimas da enchente.

Só que até o momento, segundo Leman Garcia, o produto continua armazenado como se as vítimas da enchente de nada disso necessitassem.

Ainda de acordo com o denunciante, além dos 1.720 sacos de rancho, o governo entregou para a prefeitura de Barreirinha colchões, travesseiros, cobertores, medicamentos e vários  itens de primeira necessidade – todos igualmente estocados.

“Por que o senhor está estocando? Será que o senhor vai querer comprar votos com o rancho dos alagados? Pelo amor de Deus bote a mão na consciência. Saiba que Deus vai lhe cobrar caro”, indaga o denunciante.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •