Paulo Mafra, prefeito de São Paulo de Olivença Foto Reprodução do Facebook)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito de São Paulo de Olivença, Paulo de Oliveira Mafra, no uso sagrado de seus direitos constitucionais, reportou-se à direção do site Fato Amazônico para que lhe fosse assegurado direito de resposta e retratação por das equivocadas informações (no plural) observadas na matéria “Prefeito de São Paulo de Olivença ignora decreto de toque de recolher e sai em campanha política a comunidades”, publicada no dia 26 deste mês.

O documento (mensagem de whatsapp), que não traz a logo da prefeitura e nem a assinatura do prefeito, trata exclusivamente do “toque de recolher”, mencionado pelo site, e que no dia 17, antes, portanto, da publicação do texto jornalístico, já estava suspenso.

Feito o esclarecimento, o site reconhece que errou ao afirmar que o prefeito não cumpriu o toque de recolher decretado, por ele mesmo, como medida de proteção ao covid-19.

Ocorre que, de acordo com o decreto municipal, todas as demais medidas proibitivas, como aglomeração, entre tantas, estão mantidas até o dia 30 deste mês.

Logo, não há dúvida de que, ao comparecer à Vila Independente, Paulo de Oliveira Mafra descumpriu o próprio decreto, com aglomeração de pessoas para tratar de assunto de caráter eminemente político eleitoreiro, com promessa de caixa d’água elevada, com capacidade de 10 mil litros, água encanada e uma escola para os próximos três meses.

Fora do documento com pedido de direito de reposta e de retratação, o prefeito enviou, também, à redação do site, “nota de esclarecimento à população de São Paulo de Olivença”, com conteúdo agressivo e divergente do contexto da matéria “Prefeito de São Paulo de Olivença ignora decreto de toque de recolher e sai em campanha política a comunidades”.

A nota é jocosa, facciosa, tendenciosa e irresponsável.

Em vez de questionar com seriedade o site, a nota de esclarecimento da Prefeitura de São Paulo de Olivença preferiu se manifestar à população com informações que não refletem a verdade.

Sem apontar o que, a nota de esclarecimento enfatiza que “o conteúdo veiculado no site Fato Amazônico” é totalmente desvinculado com a verdade dos fatos.

Será?

Seria inverdade que ” Nenhuma medida de prevenção faltou deixou de robustecer o decreto 0448/2020, de 01 de junho”?

Ou que “Da quarentena ao toque de recolher, com multas na hipótese de desobediência, além de outras medidas, foram cuidadosamente planejadas como mecanismo de proteção em favor da população de São Paulo de Olivença”?

E que “O decreto, entretanto, de inestimável valor social, só não prevaleceu mesmo para o prefeito Paulo de Oliveira Mafra”?

Veja matéria completa aqui

https://www.fatoamazonico.com/prefeito-de-sao-paulo-de-olivenca-ignora-decreto-de-toque-de-recolher-e-vai-a-comunidade-em-campanha-politica/

“Afirmar que houve “aglomeração de algumas dezenas de pessoas” só pode ser
má-fé, total falta de compromisso com a verdade ou erro grave”, destaca a nota.

Como assim? Má fé? Ora ora. E o encontro no “escurinho do cinema”, não é aglomeração?

Direito de resposta

Prezados Representantes do site Fato Amazônico,

A Prefeitura de São Paulo de Olivença – AM, mais uma vez, em decorrência da notícia veiculada ontem, dia 26/06/2020, no endereço eletrônico https://www.fatoamazonico.com/prefeito-de-sao-paulo-de-olivenca-ignora-decreto-de-toque-de-recolher-e-vai-a-comunidade-em-campanha-politica/, vem requerer a veiculação da Nota de Esclarecimento, em anexo, e a devida Retratação, em função das equivocadas informações veiculadas neste respeitável veículo de comunicação.

De plano, informa-se que o mencionado “toque de recolher”, em 17/06/2020, já tinha perdido vigência, uma vez que o mesmo do teve duração de 15 (quinze) dias.

Ainda, como o contraditório é um direito fundamental e um princípio básico do bom jornalismo, sendo este importante veículo de informação, requeremos a publicação da Nota de Esclarecimento e a devida retratação.

Por fim, novamente informamos que caso tenham qualquer dúvida a respeito da Prefeitura de São de Paulo de Olivença, estamos à disposição para os devidos esclarecimentos.

NOTA À SOCIEDADE – 2 -2


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •