Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, prorrogou a suspensão da cobrança do serviço do sistema de estacionamento rotativo pago Zona Azul até 31 de julho. O decreto nº 4.837 foi publicado no Diário Oficial do Município desta segunda-feira, 1º/6.

Conforme publicação, a medida se deu pela necessidade do emprego urgente de ações de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

Segundo Fábio Alho, diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), entidade regulatória que fiscaliza a atuação do Zona Azul na cidade, a medida abrange a área central de Manaus e também o Vieiralves.

“Vamos avaliar a reabertura do comércio no Centro e também no Vieiralves. A Ageman se manterá vigilante no que diz respeito ao cumprimento do decreto do prefeito Arthur”, disse Fábio.

Atualmente, o serviço oferta 3.323 vagas, sendo 2.694 vagas na área central de Manaus e outras 629 no conjunto Vieiralves, zona Centro-Sul da capital. O serviço é realizado pela empresa Consórcio Amazônia, Tecnologia de Trânsito da Amazônia SPE – Ltda., detentora da outorga do serviço, conforme contrato nº 014/2015 – celebrado com o município de Manaus.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •