Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em razão dos riscos ocasionados pelas erosões na orla de Parintins, a Prefeitura e Governo do Estado estão atuando em conjunto para buscar solução para a problemática. Na sexta-feira (17), o prefeito em exercício Tony Medeiros, juntamente com técnicos da Defesa Civil do Estado e Município, secretário de Obras, Mateus Assayag, e o vereador Tião Teixeira vistoriaram a orla do município para alinhar ações conjuntas.

A vinda da Defesa Civil do Estado a Parintins ocorreu em razão de decreto de situação de emergência expedido pela Prefeitura de Parintins no último dia 14, terça-feira. O decreto foi publicado no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas. A publicação tem caráter preventivo.

Tony Medeiros, prefeito em exercício, salienta que a administração municipal tem se esforçado para solucionar as questões que envolvem o risco de erosão na orla. Segundo Medeiros, o prefeito Bi Garcia atua incessantemente junto ao Governo do Estado e Governo Federal para firmar parcerias a fim de construir muro de contenção em trechos que ainda não foram atendidos.

“Não é segredo para ninguém que a orla de Parintins tem problemas sérios. O prefeito Bi faz uma busca incansável por recursos para resolver o problema. Aquela área próxima à casa da dona Maria Angela, onde a Prefeitura está atuando com recursos próprios, é apenas uma parte de um problema grande. Precisávamos resolver aquele problema. A Prefeitura tomou iniciativa e tem o aval do Governo do Estado”, comenta.

O prefeito em exercício destaca a preocupação do governador Wilson Lima com o decreto de emergência. De acordo com Tony Medeiros, logo que tomou ciência do problema, o governador determinou a vinda da Defesa Civil estadual a Parintins para fazer uma série de estudos técnicos e viabilizar ações que busquem a solução para os riscos de desbarrancamento.

“Nesse momento, o Governo do Estado está preocupado com essa situação dessa erosão fluvial e mandou toda a equipe técnica da Defesa Civil do Estado para fazer a avaliação necessária e o Governo Federal também já demonstra preocupação com essa situação. Vamos aproveitar esse momento para mostrar a nossa realidade e, se possível, captar todos os recursos necessários para resolver o problema por definitivo. É uma questão que se arrasta por muito tempo e a nossa cidade, que tem uma visibilidade nacional, precisa resolver”, finaliza.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •