Foto: Sebastião Janderson
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Atendendo às orientações do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (CAE/PIN), realizou na última sexta-feira (01), no Centro de Educação Infantil Jaime Lobato, o curso de formação continuada para cozinheiros e auxiliares de serviços gerais das escolas da zona urbana e rural de terra firme e várzea.

O objetivo da formação é levar técnicas adequadas de manipulação de alimentos com base no Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação aprovado pela Resolução RDC nº 216 de 15 de novembro de 2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), aplicável em todo território nacional.

De acordo com a resolução acima, para obter um alimento seguro é preciso executar cuidados higiênicos-sanitários em todas as etapas do seu processamento por meio de um conjunto de princípios e normas para correta manipulação, garantindo a sua integridade e saúde dos comensais.

No município, as boas práticas são acompanhadas e fiscalizadas pelo Conselho de Alimentação Escolar (CAE). Para o presidente do Conselho Municipal de Alimentação Escolar, professor Jeferson de Souza Matos, esta formação faz parte do plano de ação anual com orientações do FNDE, das quais o CAE se propõe junto à sociedade e principalmente nas escolas do município.

“Uma dessas propostas do nosso conselho, dentro do que rege o plano de ação, é proporcionar um curso de formação para as merendeiras, cujo objetivo é fazer com que essas manipuladoras de alimentos de nossas crianças possam ter um cuidado especial no modo de preparo da merenda escolar”, disse o presidente Jeferson Matos.

Segundo a nutricionista e responsável técnica da alimentação das escolas municipais Artemízia Pessoa, é fundamental garantir a saúde e qualidade do alimento ofertado nas escolas, porque antes de ser uma alimentação gostosa, ela tem que ser segura e saudável e livre de qualquer contaminação.

“O curso continuado de formação e manipulação de alimentos vai trabalhar todas as técnicas de higiene, o correto uso per capita e garantir a oferta segura e saudável dos alimentos. Para acompanhar o trabalho das merendeiras, nós fazemos vistas in loco para orientações de como armazenar e manipular os alimentos”, destacou.

A merendeira da Escola Municipal Claudemir Carvalho, Creusilene Castro de Souza, disse que o curso de formação vai trazer novos conhecimentos de como manipular e conservar os alimentos para fazermos uma merenda gostosa para as crianças.

“Para nós merendeiras, é muito importante, porque cada dia a gente aprende mais a manipular e a conservar os alimentos para fazermos uma merenda gostosa para nossas crianças. Minha expectativa é muito boa, pois vamos aprender coisas novas para colocarmos em prática nas escolas”, ressaltou a merendeira Creusilene Souza.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •