Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A falta de pagamento das contas de luz por parte da Prefeitura do Rio de Janeiro levou a empresa Light a suspender o fornecimento de energia em diversas unidades administrativas nesta quarta-feira (2).

Segundo informações da empresa, cerca de oito lonas culturais, edifícios ligados àss secretarias de Turismo, Urbanismo e Habitação, centros de artes, e até o Sambódromo e o Parque Madureira tiveram a luz cortada.

A empresa afirma que a suspensão ocorreu apenas em unidades cadastradas na empresa como “serviços não essenciais”.

No entanto, o caso do Sambódromo pode ser considerado um pouco mais delicado, já que, desde março, o local foi transformado em abrigo para moradores de rua da cidade que desejam se proteger da pandemia – ação que prioriza o espaço para pessoas idosas e mulheres grávidas ou acompanhadas de crianças. Por essa razão, a empresa afirmou que pretende manter o fornecimento de energia ao local somente durante a noite.

Segundo a Light, a Prefeitura não realiza o pagamento integral das faturas mensais de consumo mensal desde setembro de 2018, e acumula uma dívida total de cerca de 144 milhões de reais.

A empresa assegura que cumpriu todos os procedimentos regulatórios antes de tomar a decisão de suspender o fornecimento. Também relata que houve diversas reuniões com representantes da administração de Marcelo Crivella (ao menos 10, somente neste ano, destaca), mas nenhuma delas levou a administração municipal a mudar seu procedimento. (Revista Fórum)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •