Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em busca de aumentar os processos de gestão democrática na rede municipal de ensino, representantes da Prefeitura de Manaus e do Tribunal de Contas do Estado (TCE) discutiram na quarta-feira, 21/8, a implantação de um projeto-piloto de ouvidoria nas escolas. Durante o encontro, que ocorreu na sede do TCE, no Aleixo, zona Centro-Sul, foram apresentados dois modelos: os projetos “Aluno-ouvidor” e o “Pequeno ouvidor”. A ideia é dar voz aos estudantes para que eles possam medir sua satisfação com o ensino e estrutura oferecidos.

A reunião foi realizada entre membros da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e o diretor da Ouvidoria do TCE, Harleson Arqueira. Foi discutido que o projeto “Aluno-ouvidor” envolveria alunos do 6º ao 9º ano e o “Pequeno ouvidor” trabalharia com alunos do ensino fundamental Anos Iniciais.

Na Semed, as ouvidorias funcionariam como parte dos grêmios estudantis, que atuam como uma entidade representativa na gestão democrática na escola. A função é de auxiliar na mobilização e promoção das ações pedagógicas, que envolvem as áreas de desporto, comunicação, arte, cultura e lazer. Atualmente, existem 13 grêmios implantados na rede.

Este primeiro encontro foi preliminar e, em breve, serão realizadas novas reuniões para ajustes finais dos projetos. A princípio, depois de uma pesquisa realizada em algumas unidades de ensino, uma delas será escolhida para o projeto-piloto.

A chefe da Divisão de Apoio à Gestão Escolar (Dage), Jussara Marques, contou que nessa ação, o TCE vem com a bagagem de orientação para somar com todo projeto dentro da escola no grêmio estudantil. “Nós vamos unir essas ações para otimizar os espaços do grêmio estudantil com esse projeto do TCE. Em cima dessa apresentação, vamos criar um plano de ação para iniciarmos em algumas escolas das Divisões Distritais Zonais da Semed, como nos determina o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, para que possamos dar mais voz aos alunos, reforçando a colaboração deles com a gestão escolar”, pontuou.

Para o diretor da Ouvidoria do TCE, Harleson Arqueira, a reunião foi muito positiva porque foram alinhados discursos e adiantados alguns temas que poderão ser tratados em futuras reuniões. “A reunião foi um sucesso por conta do público qualificado que participou, porque são professores que exercem a função de gestão e possuem conhecimento técnico. A ideia era reunir junto à Semed para trabalharmos um projeto consistente de ouvidorias nas escolas. Buscar ouvir o aluno e saber o seu nível de satisfação com o atendimento escolar que está sendo prestado”, completou o diretor.

Arqueira também falou sobre o principal papel da Ouvidoria. “A ouvidoria na educação é fundamental, porque ela é o canal de comunicação, a casa do cidadão, ouvindo diretamente do aluno. Percebendo suas necessidades, pode-se construir um projeto de futuro com mais efetividade”, concluiu.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •