Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com o tema “Diagnóstico Participativo”, a Prefeitura de Manaus encerrou na quinta-feira, 9/7, o módulo I da Formação de Gestores Escolares para mais de 490 gestores da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A programação iniciou na terça-feira, 7, e pela primeira vez foi realizada on-line, devido a pandemia da Covid-19, pelo Google Sala de Aula e Meet.

O objetivo da formação é desenvolver processos formativos colaborativos que fortaleçam competências e habilidades dos sujeitos para atender os desafios e necessidades do fazer pedagógico no contexto e pós-pandemia. De acordo com a programação, o módulo II terá o tema “Construção do Plano de Formação dos Gestores e Planejamento Estratégico Escolar”, que deve ocorrer ainda este mês. O módulo III vai abordar “Construção do Plano de Ação da Escola e Avaliação de Processo”. 

A formação do módulo I aconteceu nos turnos matutino e vespertino. Os gestores foram divididos em turmas, sendo que o grupo de 1 a 10 desenvolveu trabalhos pela manhã e de 11 até 20 à tarde. Os responsáveis pela formação foram os professores formadores da GFC do GTE da Semed, resultado da parceria com pedagogos, gestores e professores das escolas de tempo integral.

 “A formação on-line foi um grande desafio para nossa equipe, assim como também para os gestores. Tivemos que investir em novas metodologias, novas formas para qualificar o debate, a discussão, o diálogo e o processo de escuta, tudo tão necessário ao desenvolvimento de uma gestão democrática e dialógica nas escolas. Esse primeiro módulo foi justamente para fortalecer esse processo, onde os diretores participaram e agora eles terão a possibilidade também de realizar a formação junto as suas equipes escolares”, disse a chefe da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), Rita Luna.

A ação é uma proposta de Formação Continuada aos Gestores Escolares das Escolas Públicas Municipais, pela DDPM, por meio da Gerência de Formação Continuada (GFC) e Gerência de Tecnologia Educacional (GTE), em articulação com diversos setores do Departamento de Gestão Educacional (Dege) e Departamento Geral dos Distritos (DEGD) da Semed, no período de julho a novembro.  

Formação

O gestor Alair Rodrigues Freire, da escola municipal Dr. Raimundo Nonato de Magalhães Cordeiro, que atende 1,2 mil alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e na Educação de Jovens e Adultos (Eja), ficou satisfeito com a formação, mesmo sendo on-line.

“Estamos vivenciando, participando e atravessando um momento muito desafiador. E na educação não é diferente. Nosso público são pessoas, vidas. E todas as decisões tomadas no âmbito escolar devem partir de uma gestão participativa, democrática, onde o ouvir as partes é fundamental para o processo.  A formação via on-line foi uma adequação imposta pelo contexto. Mas que é algo tão positivo que penso que deve ser mantido, ou seja, chegou para ficar”, contou.

O diretor Helivan Pinheiro Dantas, da escola municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, na Vila Amazonas, Parque 10, zona Centro-Sul, também aprovou a iniciativa.

“O diagnóstico participativo é de suma importância em nossa secretaria. Ela tem essa preocupação em consultar todos os gestores e todos os servidores para que juntos possamos montar estratégias e montar ações que visam um retorno com segurança dos nossos alunos as aulas presenciais. A formação ela foi de suma importância, onde juntos nós conseguimos expor nossas angústias e expor nossas opiniões a respeito do retorno das aulas e montamos um diagnóstico das necessidades e das prioridades”, comentou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •