Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Manaus encerrou na terça-feira, 19/11, a oitava edição da oficina Natal Sustentável, promovida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), no Espaço da Cidadania Ambiental (Ecam), do Shopping São José, na Zona Leste. Foram produzidas, no total, 200 peças decorativas natalinas, feitas a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos.

Iniciada em outubro, a oficina promove a sustentabilidade, a partir do reaproveitamento de materiais, como papelão, latas de alumínio, CDs, garrafas PET, rolos de papel, entre outros, que seriam descartados no lixo e se transformam em peças decorativas que ajudam na geração de renda de famílias. Com um total de 27 alunos, a oficina contou com participantes de várias idades e localidades diferentes da cidade.

De acordo com a pedagoga Francisca Godinho, instrutora da oficina, o trabalho resultou na confecção de peças como árvores de Natal, guirlandas e papais-noéis, que são bastante procurados neste período. Este ano, a novidade foram os trenós puxados por renas aladas, feitas com papelão. Do total de 200 peças, 20 foram árvores de Natal feitas com 480 rolos de papel doados pela administração do shopping São José. “Fizemos nove trenós com nove renas cada e utilizamos uma quantidade superior a dez quilos de papelão”, observa a instrutora, explicando que a oficina acontece um mês antes do período de festas, para permitir que as peças possam ser comercializadas pelos participantes.

“A geração de renda é um componente importante e um atrativo a mais para os participantes, mas o principal é sabermos que, ao participar das oficinas, todas essas pessoas estão sendo sensibilizadas sobre a questão do tempo de decomposição de resíduos na natureza e contribuindo para a redução de descarte incorreto e estímulo à coleta seletiva”, afirma o chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo. Segundo ele, a programação de oficinas acontece ao longo de todo o ano, iniciando a partir de março, sempre com um tema diferente, dentro do Programa Uniambiente, da Semmas.

A oficina se tornou uma tradição do calendário anual de atividades do Uniambiente. Araújo destaca a diversidade de perfil dos participantes oriundos de diversas zonas da cidade. “Este ano, tivemos alunos de 11 localidades diferentes, entre elas São José 2, São José 3, Colônia Santo Antonio, Grande Vitória, Armando Mendes, Ouro Verde, Cidade de Deus, Cachoeirinha e Lírio do Vale, o que é motivo de enorme satisfação porque todas essas pessoas passam a ser multiplicadores de informações ambientais junto às comunidades de origem”, explicou Araújo.

Moradora do São José, Gracimar Araújo não perde uma oficina. “Estou sempre aqui renovando conhecimento e ajudando a preservar o meio ambiente, além de ajudar no orçamento familiar com a renda gerada pela venda dos produtos. Conceição Pires, 51, também moradora do São José, diz que as oficinas já proporcionaram renda para a família. “Sempre aparecem clientes querendo produtos que são reciclados. Aqui é um espaço importante que nos ensina a saber o que fazer com material que temos em casa e jogamos no lixo”, explica Conceição.

A programação de oficinas de 2020 terá início em março. Os interessados em se inscrever podem se dirigir ao Ecam, do Shopping São José, levando um documento de identificação. As oficinas acontecem nos horários das 8h às 11h e das 13h às 16h, de segunda a sexta-feira, com um número limitado de 30 pessoas por turma. O Espaço Ecam Uai Shopping é gerido pela Semmas, por meio de parceria firmada com a Vara Especializada em Meio Ambiente e Questões Agrárias (Vemaqa), do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). Este ano, foram realizadas 11 oficinas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •