Fotos – Altemar Alcântara / Semcom e Eliton Santos / Semed
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Para incentivar o hábito à leitura desde a primeira infância, a Prefeitura de Manaus realiza a “Quinta Literária” desde o mês de julho, ação lúdica destinada às crianças, de um até três anos de idade, da rede municipal de ensino. Nesta quinta-feira, 13/8, a equipe pedagógica da creche municipal Magdalena Arce Daou, no bairro Santa Luzia, na zona Sul, encerrou o evento com a distribuição de kits de livros, para os mais de 200 alunos matriculados na unidade. Todos os procedimentos de higiene e distanciamento, devido a pandemia do novo coronavírus, foram seguidos.

Além de incentivar a leitura, a ação também tem como objetivo ampliar as habilidades imaginárias das crianças por meio de jogo simbólico. De acordo com a diretora da creche, Jucilene Seixas, a “Quinta Literária” é mais uma forma de manter vínculo com os alunos e com as famílias.

“O projeto de leitura sempre existiu. É uma forma de aproximar ainda mais os pais da escola e, por isso, assim que as aulas presenciais foram suspensas, por conta da pandemia da Covid-19, pensamos em alternativas para manter a ação. As professoras passaram a acompanhar as atividades realizadas em casa por meio de grupos de conversa, foi uma troca muito importante entre pais, alunos e professores. Hoje, a entrega desses kits foi outra maneira para incentivar a continuidade da leitura em casa”, explicou a gestora.

O projeto a distância foi aprovado pelas famílias dos alunos. A autônoma Klissiane Solart, mãe da pequena Luiza Melina Mourão, 3, disse que as atividades realizadas pela creche mudaram a rotina de toda a família, que antes não tinha o hábito da leitura.

“Aos três anos, minha filha se habitou a ouvir histórias e agora aprendemos juntas. Já virou rotina em casa, todas as noites ela pede para que alguém leia uma historinha e eu, que antes não gostava muito de ler, agora coloquei a leitura como parte essencial da minha vida. Sem dúvida foi um incentivo para mim”, confessou.

A professora do Maternal 3, Ana Cristina Corrêa, conta que muitos pais relatam que as crianças replicavam em casa a forma que as histórias eram contadas na creche, antes da pandemia da Covid-19.

“Essa uma parceria muito importante entre a escola e a família, uma forma de incentivar os pais a trabalharem juntos com a gente nesse processo de hábito à leitura, que deve iniciar desde criança. Na creche fazemos releitura das histórias com dramatização e isso eles faziam em casa também. Muitos pais mandam fotos de vídeo das apresentações e isso é muito legal”, disse a professora


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •