Foto: Mário Oliveira - SEMCOM
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Manaus iniciou na quarta-feira, 26/8, a distribuição de mais de 15 mil cestas básicas para, aproximadamente, 78 mil pessoas em vulnerabilidade social como parte da campanha “Abraço Solidário na Pandemia”, do Fundo Manaus Solidária. Os recursos para a compra dos produtos são oriundos do governo francês, que destinou à prefeitura um total de 500 mil euros, cerca de R$ 3 milhões, para serem investidos em saúde e assistência social, para minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus na capital.

Para a compra das cestas foi destinado um montante total de R$ 1.428.571, o que resultou em exatamente 15.585 cestas. A primeira entrega simbólica, ocorrida no auditório da Casa Militar, Compensa, zona Oeste, foi feita pela presidente do Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, e beneficiou permissionários das galerias dos Remédios e Espírito Santo, do shopping Phelippe Daou, profissionais da área da cultura e também do turismo.

Elisabeth Valeiko lembrou que a ação é resultado da campanha “SOS Amazônia”, lançada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e direcionada aos países ricos e também à ambientalista sueca Greta Thunberg.

“A doação do governo da França se deu pelo pedido do prefeito Arthur ao mundo, no momento em que percebeu que o problema era muito maior do que podia abraçar e pediu ajuda, que veio, recebemos esse aporte e transformamos em cestas básicas que já possuem o kit higiene. Já prestamos contas junto ao governo francês e eles se mostraram satisfeitos e com a segurança de que as pessoas que mais precisam irão receber essa ajuda”, disse a primeira-dama ao destacar que, semanalmente, 2 mil cestas serão distribuídas.

O representante da classe artística, o maestro Paulo Marinho, também foi o idealizador da campanha “Alimente Nossa Arte” em prol da categoria, que agora recebe apoio da Prefeitura de Manaus. “A classe artística foi a primeira a interromper suas atividades sem previsão de retorno. Isso trouxe o desemprego não só para quem trabalha nos palcos, mas também para quem trabalha por trás deles e estão sem condições de manter sua família. Essa iniciativa da prefeitura é maravilhosa e veio no momento exato, pois a retomada das atividades diminui as contribuições e, agora, vai ajudar os chefes de família, que não sabiam mais a quem recorrer”, explicou o músico.

Alegria e otimismo também eram os sentimentos da permissionária do shopping Phelippe Daou, Elen Santana. A comerciante do ramo de vestuário disse que a ajuda é muito válida e acredita que a situação irá melhorar nos próximos meses. “A pandemia abalou o comércio mundial e, consequentemente, nos afetou, então para a maioria dos permissionários é uma grande ajuda. Eu tenho muita fé que tudo vai melhorar até o final do ano”, falou.

Em respeito às normas de saúde em decorrência da Covid-19, as cestas básicas foram repassadas para comissões de representantes, que farão a distribuição das doações. Neste primeiro momento, foram entregues 925 cestas básicas, sendo 277 para permissionários da Galeria dos Remédios, 152 para os da Galeria Espírito Santo, 383 para os do shopping Phelippe Daou e mais 113 para profissionais das áreas de cultura e de turismo.

Desde abril, o Fundo Manaus Solidária já fez a distribuição de seis mil cestas básicas e três mil cartões vale-alimentação, no valor de R$ 50 cada, beneficiando diretamente a 6.630 famílias. O fundo também doou mais de cinco mil peças de vestuário novas e quatro mil usadas, destinadas à população por meio do drive-thru solidário montando na sede da Prefeitura de Manaus e pelo qual foram arrecadados: máscaras de tecido e descartáveis; protetores faciais; luvas e aventais de proteção; garrafas de álcool 70%; alimentos, itens de higiene e limpeza.

Ações futuras

O programa “Abraço Solidário na Pandemia”, com os recursos do governo francês, irá beneficiar pessoas que residem em bairros com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média nacional, além de populações indígenas em áreas urbanas da capital e moradores de comunidades rurais e ribeirinhas.

Também serão beneficiados com a doação de cestas básicas catadores de materiais recicláveis; profissionais do setor de entretenimento, cultura e turismo; autônomos; mulheres em situação de vulnerabilidade; população em situação de rua; imigrantes e refugiados; e instituições/organizações da sociedade civil, que trabalhem com famílias em situação de vulnerabilidade.

Na área da Saúde, o convênio com o governo da França permitirá a ampliação do atendimento às populações vulneráveis e aos povos indígenas, brasileiros e estrangeiros, com aquisição de equipamentos e insumos, que totalizam investimento de R$ 1.427.370.

A meta da Prefeitura de Manaus é implantar um serviço de radiologia em uma Unidade Básica de Saúde Móvel, com a finalidade de fortalecer a capacidade de resposta à pandemia e, ao mesmo tempo, ampliar a oferta de testes rápidos nas 18 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) preferenciais ao atendimento das síndromes gripais.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •