Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Manaus iniciou os trabalhos para elaborar a segunda edição do guia “Vivência de Criança Saberes Familiares”, cujo tema serão as atitudes comuns entre bebês, as formas de incentivo ao andar e correr, o reconhecimento de sons por meio de utensílios domésticos, o estímulo à higiene pessoal, entre outros. A expectativa é que a nova versão seja lançada no próximo mês.

A primeira edição, promovida pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), teve um impacto positivo, alcançando mais de 5 mil alunos, que estão na fase de creche, durante o período de distanciamento social. Uma das novidades da nova edição será a inclusão de uma seção específica de dicas elaboradas pelas professoras e pais, além de depoimentos das famílias dos alunos da educação infantil. Assim como a primeira, a segunda também estará disponível no site da Semed.

De acordo com a chefe da Gerência de Creches, Wissilene Brandão, a primeira edição do guia teve ótima aceitação por parte dos pais e professoras. “O guia ajudou os pais a melhorarem o entendimento de possibilidades de interações com as crianças. E as professoras amaram porque foi uma maneira de orientar os pais, mesmo a distância”, observa.

Primeira edição

Lançada em março, a primeira edição do guia foi acessada pelo site da Semed e também enviada pelas professoras, aos pais ou responsáveis por meio de grupos de aplicativos de conversa.

Para Anália Cristina Barbosa de Lima, mãe de Vinícius Camargo, do maternal 1, da creche municipal Gabriel Corrêa Pedrosa, na Compensa, zona Oeste, o guia é um importante material para pais ou responsáveis, porque ajuda a fortalecer o vínculo e a interação com as crianças.

“Traz várias sugestões de possibilidades de vivências no ambiente doméstico voltado para a idade dos pequenos. Um dos pontos que praticamos bastante em casa é a interação e conversa no momento da higiene do bebê. Quando vamos escovar os dentes dele, também escovamos o nosso, canto uma música específica de escovar, converso com ele sobre a importância do que estamos fazendo”, declara.

Sebastião Rodrigues, pai de Pedro Kaique, do maternal 2 da creche municipal Maria Luiza da Conceição Silva, no Jorge Teixeira, zona Leste, concorda com Anália, além de destacar o estreitamento das relações entre toda a famílias, durante o período de isolamento social.

“Nesse período que estivemos parados, teve muito aprendizado por conta do tempo que passamos em casa. Neste período, nós nos aproximamos mais, por isso, agradeço pela parte da creche que mandava sugestões de atividade e eu fazia todas com ele. Hoje em dia eu chego em casa e já procuro fazer alguma brincadeira educativa para ele. A creche foi fundamental nessa parte de convivência”, finaliza Sebastião.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •