Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Manaus, em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), realizou na terça-feira, 19/11, o “Seminário Anual dos Conselhos Escolares 2019” e lançou o “Programa Ouvidoria na Escola”, com representantes dos conselhos escolares, grêmios estudantis, alunos e professores da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento ocorreu no auditório Eulálio Chaves, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), no Coroado, zona Leste de Manaus. 

O objetivo do seminário foi apresenar uma gestão democrática na educação por meio de uma interação e prática participativa entre escola e a comunidade, para que haja mudanças em benefício de todos os membros da educação e da família. 

A abertura do evento contou com a apresentação dos grêmios estudantis das escolas Dalvina Silva de Oliveira e Rodolpho Vale, a leitura de um texto da presidente do grêmio da escola Lucila de Freitas e ainda a exposição do vídeo das ações do grêmio da escola Antônia Pereira. As escolas foram premiadas com placas de “Honra ao Mérito”, pela constituição do grêmio estudantil. 

A secretária de Educação de Manaus, Kátia Schweickardt, participou do seminário e destacou a importância do papel dos conselhos escolares na educação e da criação do Programa Ouvidoria na Escola.  “A gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto busca sempre valorizar a educação por ser a política pública de maior potencial transformador. Também acreditamos que a educação é responsabilidade de todos, governo e sociedade civil. A participação dos conselhos não deve ser apenas de uma escuta passiva e de denúncias, mas de solução. Nesta mudança, a participação dos alunos é de extrema importância, por isso criamos o Programa Ouvidoria na Escola, que é o elo entre aluno, comunidade e Semed”, mencionou a secretária. 

Para o conselheiro Érico Desterro, a parceria entre TCE e a Semed é formar pequenos ouvidores, para que sejam um canal de comunicação entre os próprios alunos e a gestão educacional. “Nosso objetivo maior com essa parceria é dar voz aos nossos alunos e que esses sejam um elo de comunicação entre alunos e a gestão da educação como um todo. A ouvidoria conta com todos os membros e obrigações de uma ouvidoria de qualquer empresa, que será eleito pelos próprios alunos”, explicou Desterro. 

A palestra do evento ficou por conta do professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Walter Pinheiro, que abordou a “Gestão Democrática Escolar: desafios e perspectivas atuais”. “O conselho é uma estratégia de organização no ensino, que garante a participação de todos os segmentos, no rumo e no envolvimento da educação. Quero que todos se envolvam de verdade no compromisso com a educação”, pontuou.

O Programa Ouvidoria na Escola inicia em três unidades municipais, que são Antônia Pereira da Silva, no Santa Etelvina, zona Norte, Dalvina Silva de Oliveira, na comunidade Parque Riachuelo, no Tarumã, zona Oeste e a Abílio Alencar, Rodovia AM 010 – km 35, zona rural.  

A presidente do grêmio estudantil da escola Lucila Freitas, Nataly Soares, conhece bem a importância do papel do presidente na escola. “Eu vou ajudar a proporcionar a melhoria da nossa escola, de acordo com as necessidades dos alunos. Eu vou ser a ligação dos alunos entre a direção da escola e a Semed”, comentou Nataly. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •