Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente do Garantido, Telo Pinto, disse ao blog deAmazôniaque abrirá a caixa preta das finanças da agremiação para dizer quem foram os ex-presidentes que deixaram o boi endividado.

Telo trabalha o balanço financeiro dos três anos, de sua segunda gestão, para prestar contas aos sócios em Assembleia Geral que acontecerá em meados do mês de agosto, deste ano. “Vou abrir a caixa preta das finanças do boi”, disse.

O presidente já havia falado, a imprensa, em entrevistas anteriores, dos problemas financeiros que causaram transtornos ao boi, com dívidas de gestões anteriores que ele teve que pagar na sua administração, superior a R$ 4 milhões.

Nos últimos dias o Garantido teve seus recursos de patrocinadores bloqueados pela Justiça do Trabalho, para assegurar o pagamento dos trabalhadores do bumbá. A diretoria disse que estava recorrendo da decisão para regularizar as pendências.

O boi, que sagrou-se bicampeão do Festival, vive também clima de eleição. São 11 candidatos que postulam a presidência. Telo ainda aguarda um desfecho judicial do TJAM para saber se ainda concorrerá, mesmo após 5 anos a frente da agremiação.( Entenda: Telo foi reeleito, em 2011, mas após três anos, ao final de seu último ano de mandato, a Justiça anulou a eleição).


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •