Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gazeta Esportiva – O presidente do Santos, José Carlos Peres, disse à Gazeta Esportiva que não pensa na demissão de Jesualdo Ferreira antes do clássico contra o Palmeiras, sábado, às 16h, no Pacaembu, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

O presidente e o diretor William Thomas não estão satisfeitos com o desempenho do time, mas manifestaram apoio a Jesualdo neste momento e esperam por evolução no clássico e, principalmente, na estreia da Libertadores da América contra o Defensa y Justicia, dia 3 de março, na Argentina.

Além de apostar na melhora da equipe, a diretoria não vê muitas alternativas no mercado, tem pouco dinheiro e não gostaria de substituir o comando de um dia para o outro, às vésperas da viagem no domingo para o início da competição continental. O único auxiliar para assumir interinamente seria Serginho Chulapa.

A diretoria vê o Peixe capaz de atuar melhor com o atual elenco, porém, admite a necessidade de reforços e está no mercado. Só Madson e Raniel foram contratados para essa temporada.

O Comitê de Gestão está dividido sobre a permanência de Jesualdo Ferreira, enquanto a torcida se mobiliza nas redes sociais para pedir a saída do português. O presidente promete resistir à pressão em busca de mais tempo e conta com o apoio do diretor William, principal responsável pela vinda do treinador.

O Santos se reapresenta na tarde desta terça-feira, no CT Rei Pelé, e terá quatro treinamentos antes de enfrentar o Palmeiras.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •