Foto: Robervaldo Rocha
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com o objetivo de valorizar as mulheres adventistas da capital Amazonense, o vereador professor Samuel Monteiro (Sem partido) pretende instituir no calendário oficial do município de Manaus, o Dia da Mulher Adventista, a ser comemorado no primeiro sábado do mês de junho. O projeto de lei (PL) 413/2019, está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Segundo o parlamentar, o projeto visa essencialmente reconhecer o trabalho social e humanitário que essas mulheres fazem no mundo e em especial na cidade de Manaus.

Ele destaca que, em Manaus são mais de 60.000 mil mulheres adventistas, entre jovens e adultas. “A própria Igreja Adventista tem ampliado a esfera de atuação feminina, e acredito que é importante destacar os trabalhos que elas realizam”, enfatiza.

Samuel Monteiro ressalta que entre as atividades sociais e humanitárias realizadas durante todo o ano, estão o Projeto Quebrando o Silêncio, que tem como objetivo informar e alertar a população por meio de revistas e palestras sobre abuso de crianças, violência contra as mulheres e os idosos, depressão, suicídio e meio ambiente.

O vereador também destaca o Projeto Vidas por Vidas, onde mulheres entre 18 e 45 anos, doam sangue na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), ajudando a manter estoque de bolsas de sangue. E, o Projeto Impacto Esperança, que incentiva a leitura e provê a distribuição gratuita anual de livros que falam de esperança.

Rosangela Souza, conta que faz parte da Igreja Adventista do Sétimo Dia, a mais de 25 anos e ressalta que a iniciativa do projeto é interessante e vai valorizar o trabalho que elas vem realizando em Manaus. Ela destaca, que milhares de pessoas já foram contempladas com a algum dos projetos desenvolvidos pelos adventistas.

“Sem dúvidas é importante sim valorizar esse trabalho bonito que realizamos na cidade e no interior do Amazonas. Não é uma tarefa fácil, mas procuramos informar e alertar a população sobre os principais assuntos que envolvem crianças, mulheres e idosos. Com a iniciativa deste projeto vamos encorajar e desafiar as mulheres Adventistas do Sétimo Dia em sua caminhada diária como discípulas de Jesus Cristo e como membros de Sua Igreja”, ressalta.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •