Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Exibido pela TV Rio Negro (atual Band Amazonas) do fim da década de 1990 até 2008, o Programa Canal livre, que batia recordes de audiência ao mostrar crimes ocorridos em Manaus, volta ao ar nesta quarta-feira (15), com apresentação do jovem Willace Souza, filho caçula do ex-deputado Wallace Souza, que morreu em 2010.

O programa que fez Wallace Souza entrar na política e chegou a ser o parlamentar mais votado do Brasil, tem o filho como âncora e será exibido na plataforma do YouTube e na rede social Facebook, às 17h.

Tema da série “Bandidos na TV”, da Netflix, o programa pretende seguir uma linha bem humorada para retratar as informações de conteúdo policial e atender às denúncias de comunidade, além de contar com personagens confirmados do antigo elenco programa, como Dom Chicote e Galerito, que terá um novo intérprete.

De acordo com Willace, a ideia é retomar a ideia do pai, que deu início ao programa nos anos 90, e afirmou que apesar das inúmeras mentiras que tentaram imputar ao programa, ele o traz de volta com a consciência tranquila de ser mais um programa que vai trazer entretenimento e informação.

“Acredito que eu possa dar seguimento a esse projeto que o meu pai deu início nos anos 90, é um programa bem requisitado, que ajudou milhares de pessoas ao longo dos anos em que ficou no ar, o programa é muito mais do tentaram imputar a ele, sem provas e sem materialidade, voltamos tranquilos em ser mais um programa que vai trazer entretenimento e informação as pessoas”, frisou.

O filho de Wallace Souza afirma que a meta do programa é conseguir atingir um bom número de pessoas nas redes sociais, apesar de saber que não será um desafio fácil em comparação com a reprodução na TV, mas acredita no carinho e empenho empregados pela sua equipe no novo formato para não decepcionar.

“Nossa meta é que o programa consiga atingir muitas pessoas como fazia antigamente, e agora na internet, é um novo desafio. É um dos poucos programas ao vivo da internet, muito difícil de se produzir, apresentá-lo e manter as pessoas assistindo, não é um desafio fácil, mas eu acredito no carinho com que a gente está criando esse projeto. Eu tenho certeza que as pessoas não irão se decepcionar”, completou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •