Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Estimular o empreendedorismo inovador por meio de capacitações para o desenvolvimento de produtos (bens e serviços) ou de processos inovadores é o objetivo do Programa Centelha Amazonas apresentado pela equipe da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para estudantes, professores e empreendedores no município de Manacapuru, na terça-feira (19/11).

A ação ocorreu na Universidade do Estado do Amazonas (UEA) com o objetivo de incentivar as pessoas a submeterem suas ideias inovadoras ao programa para obtenção de apoio financeiro de até R$ 65 mil, por meio de subvenção econômica, para desenvolver o projeto e transformá-lo no empreendimento.

Os parceiros do Programa Centelha que participaram da ação foram a UEA, Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL- Manacapuru), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae- Manacapuru) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac- Manacapuru).

Vale destacar que a inscrição no Programa é gratuita e contempla diversas áreas do conhecimento, podendo ser realizada até o dia 29 de novembro (sem nova prorrogação), por meio do site www.programacentelha.com.br/am.

A coordenadora em exercício do Centelha Amazonas pela Fapeam, Liliane Valente, destacou que o Programa é pioneiro e ocorre em três fases: ideias inovadoras, projeto de empreendimento e projeto de fomento. O program  oferecerá capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócio de sucesso.

A gerente do Núcleo de Ensino Superior da UEA Campus Manacapuru, Andréa Barreto, destacou que a oficina de submissão de ideias ao Programa foi importante para  orientar  as pessoas a  se inscreverem corretamente.

Segundo a gerente do Sebrae em Manacapuru, Cleonice Fonseca, a instituição apoia o Programa Centelha por entender a importância dele no processo de inovação e no impulsionamento do empreendedorismo no Amazonas. “É muito importante o Centelha para trazer novas ideias para o município e para o Estado”, disse.

A professora do Senac, Dejean Mafra, destacou que o programa é inovador e tem despertado o interesse dos alunos. “Manacapuru tem vários projetos de alunos que estão prontos para se inscreverem no programa”, comentou.

Para o estudante em contabilidade, Jhonata Alves, o programa traz o incentivo para quem quer empreender, colocando em prática as ideias e sonhos. “Gostei de conhecer o programa e penso sim em submeter a minha proposta”, contou.

Segundo a graduanda em Licenciatura em Matemática da UEA, Helora Rosas, o programa possibilita aos amazonenses trabalharem seus projetos e com isso contribuir com a melhoria de serviços e produtos para Estado. “O Programa Centelha dá esse suporte para que possamos expandir nossas ideias”, revelou.

Também cursando Licenciatura em Matemática da UEA, Lucas Serrão, disse que o Programa é importante, principalmente por apoiar financeiramente projetos que ainda estão na fase da ideia. “Eu gostei do Programa, porque a ideia pode ser transformada em um negócio e oportuniza à pessoa tornar-se empreendedor”.

Sobre Centelha – No Amazonas,  o Programa é desenvolvido pela Fapeam, em parceria com a Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), e visa apoiar ideias inovadoras para transformá-las em negócios de sucesso. A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Finep, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação Certi.

Acesse o edital do Programa Centelha Amazonas

 www.programacentelha.com.br/am  


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •